Artemídia envolvente: a cianotipia em suas implicações técnicas e funções poéticas

Autores

  • Ricardo Zani Instituto Federal de São Paulo - IFSP
  • Pelópidas Cypriano Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v15i1.41505

Palavras-chave:

Fotografia, Cianotipia, Artemídia

Resumo

Este artigo concebe a práxis em artes visuais numa realidade tangencial à elaboração da imagem fotográfica, vislumbrando o signo fotográfico como construtor de conhecimentos e inter-relacionamentos com outros meios e manifestações plásticas, inserindo-o no conceito da fotoescultura. Representa a união da cianotipia, da fotoescultura e da pintura em busca de expressões e poéticas visuais. A cianotipia, que possibilita a fabricação artesanal da emulsão fotográfica, aliada aos processos artemidiáticos, ampliam a aplicação em suportes diferenciados e o jogo de recortes e interferências nesses suportes. As funções poéticas se complementam na envoltória do corpo como um fetiche e um objeto de desejo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Zani, Instituto Federal de São Paulo - IFSP

Ricardo Zani. Docente em Artes no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP, campus Salto. Artista visual com experiência nas interrelações entre as estéticas e teorias audiovisuais, fotografia, surrealismo e intertextualidade. Possui Bacharelado em Artes Plásticas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP (1997), Mestrado em Multimeios (2001) e Doutorado em Artes (2010) pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, e Pós-Doutorado (2014) pelo Departamento de Artes Plásticas do Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. É avaliador institucional e de cursos do SINAES e do CEE. Membro do Grupo de Pesquisa Artemídia e Videoclip.

Pelópidas Cypriano, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Professor adjunto (livre-docente) no Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Cineasta com experiência na interface Comunicação-Arte-Ciência, com ênfase em cinema. É avaliador institucional e de cursos do SINAES e do CEE, com atuação em EAD. Líder do Grupo de Pesquisa Artemídia e Videoclip.

Referências

BAZIN, André. Ontologia da imagem fotográfica. In: XAVIER, Ismail. (org.). A experiência do cinema - antologia. Tradução de Teresa Machado. Coleção Arte e Cultura. Rio de Janeiro: Edições Graal/ Embrafilme, 1983, p. 121-128.

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. In: Obras escolhidas. 2ª edição. São Paulo: Brasiliense, 1986.

DUBOIS, Philippe. O ato fotográfico e outros ensaios. Tradução de Marina Appenzeller. Campinas: Papirus, 1994.

MACHADO, Arlindo. A fotografia como expressão do conceito. In: Revista Studium, nº. 02. Campinas: UNICAMP, 2000. Disponível em: . ISSN 1519-4388. Acessado em maio de 2004.

MACHADO, Arlindo. Arte e mídia. Rio de Janeiro; Zahar, 2007.

MACHADO, Arlindo. Repensando Flusser e as imagens técnicas. Ensaio apresentado no evento Arte en la era electrónica - perspectivas de una nueva estética. Barcelona: Centre de Cultura Contemporania de Barcelona, de 29 de janeiro a 01 de fevereiro de 1997.

MONFORTE, Luiz Guimarães. Fotografia pensante. São Paulo: SENAC, 1997.

NÉRET, Gilles. Arte erótica. Alemanha: Taschen, sem data.

RÉNAUD, Alain. Pensare l´immagine oggi: nuove immagini, nuovo regime del visibile, nuovo immaginario. In: V.A., Videoculture di fine secolo. Napoli: Liguori, 1989, pp. 11-27.

Downloads

Publicado

2017-11-21

Como Citar

ZANI, R.; CYPRIANO, P. Artemídia envolvente: a cianotipia em suas implicações técnicas e funções poéticas. Visualidades, Goiânia, v. 15, n. 1, p. 11–28, 2017. DOI: 10.5216/vis.v15i1.41505. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/41505. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos