Colecionando Cartões Postais: os lugares constituídos em contexto de isolamento - DOI 10.5216/vis.v7i1.18127

Autores

  • Telma Camargo da Silva UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v7i1.18127

Resumo

Na procura da re-significação da biografia pessoal, algumas pessoas atingidas pela radiação decorrente da ruptura de um aparelho de radioterapia, contendo césio-137, em Goiânia, se tornaram guarda-memória do desastre. Entre os arquivos pessoais assim construídos, o acervo de Luiza Odete se destaca por conter uma co- lec?a?o de cartões postais de paisagens urbanas, reunida em 1987, quando ela estava isolada no Hospital Naval Marcílio Dias, no Rio de Janeiro. A partir da análise desta coleção e de entrevistas orais com a colecionadora, este texto discute as seguintes questões: que lugar/es se constrói, em contexto de segregação, o olhar pousado sobre uma coleção de imagens turísticas do Rio de Janeiro? Por que colecionar cartões postais enquanto vítima de um desastre radioativo?

Palavras-chave: Cartões-postais, memória traumática, desastre radioativ

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-04-19

Como Citar

CAMARGO DA SILVA, T. Colecionando Cartões Postais: os lugares constituídos em contexto de isolamento - DOI 10.5216/vis.v7i1.18127. Visualidades, Goiânia, v. 7, n. 1, 2012. DOI: 10.5216/vis.v7i1.18127. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/18127. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos