Auto-Retratos Da Pós-Modernidade: Cindy Sherman Em “Untitled Film Stills” - DOI 10.5216/vis.v7i1.18125

Autores

  • Ângela Prada UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v7i1.18125

Resumo

Dividido em três partes, este texto inicia-se com uma breve apresentação do trabalho da fotógrafa americana Cindy Sherman. A segunda parte do texto trata do seu primeiro trabalho, considerado uma referência na arte contemporânea: “Untitled Film Stills” (Fotografias de Cena sem título). Desenvolvido durante o final da década de 70 nos Estados Unidos, o trabalho representa e questiona imagens da feminilidade, construídas ao longo dos anos pelo cinema e televisão, em forma de auto-retrato. A última parte do texto analisa uma fotografia deste trabalho. Sob a ótica da obra “A câmara clara” de Roland Barthes são traçadas análises sobre a questão do auto-retrato e mecanismos de representação da artista.

Palavras-chaves: Cindy Sherman, identidade, auto-retrato

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-04-19

Como Citar

PRADA, Ângela. Auto-Retratos Da Pós-Modernidade: Cindy Sherman Em “Untitled Film Stills” - DOI 10.5216/vis.v7i1.18125. Visualidades, Goiânia, v. 7, n. 1, 2012. DOI: 10.5216/vis.v7i1.18125. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/18125. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos