Atitudes e conhecimentos de técnicos de enfermagem sobre cuidados a pacientes com transtornos mentais

Zilda Maria de Melo, Natália Priolli Jora Pegoraro, Manoel Antônio dos Santos, Sandra Cristina Pillon

Resumo


O estudo teve por objetivo avaliar atitudes e conhecimentos teórico-práticos de técnicos de enfermagem sobre cuidados a pacientes com transtornos mentais. Estudo descritivo realizado em um pronto socorro municipal do interior paulista. Informações sociodemográficas e formação profissional, atitudes e conhecimentos sobre identificação de sinais e sintomas, sentimentos e assistência de enfermagem a pessoas com transtornos mentais foram avaliadas em 69 técnicos de enfermagem, caracterizados por serem do sexo feminino, adultos, com ensino médio e nível superior. A maioria recebeu conteúdo teórico sobre como identificar sinais e sintomas, porém menos da metade recebeu informações sobre a sistematização da assistência de enfermagem. Apesar de sentirem muito interesse na área de psiquiatria, os profissionais percebiam esses pacientes como indivíduos imprevisíveis, necessitado de cuidados constantes. Constatou-se a necessidade de melhores investimentos em temas relacionados aos cuidados de enfermagem para que os profissionais possam oferecer uma assistência de melhor qualidade as pessoas com transtornos mentais.

Palavras-chave


Transtornos Mentais; Cuidados de Enfermagem; Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.37746

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Logotipo do Ibict