Qual o intervalo de tempo sugerido para a troca de luvas cirúrgicas? Uma revisão integrativa

Adriana Cristina de Oliveira, Camila Sarmento Gama, Patrícia Reis França

Resumo


A troca das luvas cirúrgicas durante o procedimento constitui uma importante medida para a manutenção da sua integridade e prevenção da infecção do sítio cirúrgico, entretanto existe pouco consenso quanto ao tempo para essas trocas. Objetivou-se identificar, analisar e sintetizar os achados disponíveis na literatura sobre o intervalo de tempo sugerido para a troca das luvas cirúrgicas durante as cirurgias com intuito de manter a sua integridade. Tratou-se de uma revisão integrativa de estudos publicados entre 2003 e 2016. Foram selecionados 19 artigos que abordaram a relação integridade da luva cirúrgica e seu tempo de uso. Os estudos apontaram a relação direta entre tempo da cirurgia e aumento do percentual de perfuração das luvas. Com base na análise realizada, sugere-se a troca em menos de 120 minutos para cirurgias do aparelho digestivo, ginecológicas e torácicas. A elaboração de protocolos relativos às diferentes especialidades cirúrgicas deve ser considerada.


Palavras-chave


Luvas Cirúrgicas; Exposição a Agentes Biológicos; Procedimentos Cirúrgicos Operatórios

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.37036

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Logotipo do Ibict