Complicações locais no cateterismo venoso periférico em neonatos: coorte prospectiva

Mitzy Tannia Reichembach Danski, Jolline Lind, Priscila Mingorance, Derdried Athanasio Johann, Alessandra Amaral Schwanke

Resumo


Objetivou-se avaliar incidência de complicações relacionadas ao uso do primeiro CIP em neonatos e identificar fatores de risco associados. Trata-se de coorte observacional prospectiva, com abordagem quantitativa; desenvolveu-se em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de hospital de ensino de uma capital do Sul do Brasil; e coleta de dados ocorreu de fevereiro a junho de 2013. Totalizou-se 134 CIP. A incidência de complicações foi de 41,01%. O sexo feminino (p=0,0152) apresentou menor risco de desenvolver complicação e nas primeiras 48 horas após punção ocorre maior risco de desenvolver complicação (p=0,0296). As evidências resultantes desta pesquisa embasam um cuidado de qualidade, beneficiando a população em estudo.


Palavras-chave


Enfermagem Neonatal; Tecnologia; Pesquisa em Enfermagem Clínica; Cateterismo Venoso Periférico; Complicações

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.34652

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Logotipo do Ibict