SABINO, M. A. O campo árido dos fraseologismos. Signótica, Goiânia, v. 23, n. 2, p. 385–401, 2012. DOI: 10.5216/sig.v23i2.15226. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/15226. Acesso em: 6 jul. 2022.