Notícias

DOSSIÊ: INFÂNCIAS E CRIANÇAS: DIÁLOGOS COM AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS PREÂMBULO SUBMISSÕES ABERTAS - 19/01 À 30/12/2021

19-01-2021

PREÂMBULO  SUBMISSÕES ABERTAS - 19/01 À 30/12/2021 

Organizadores: Profa. Dra. Edmacy Quirina de Souza (UESB); Prof. Dr. José Valdir Jesus de Santana (UESB) e Prof. Dr. Reginaldo Santos Pereira (UESB)

A sociedade brasileira apresenta um racismo estrutural e historicamente institucionalizado, uma vez que tem demonstrado, de forma sistemática e persistente, formas de discriminação e preconceito a partir do marcador racial. As práticas cotidianas e pesquisas acadêmicas tem confirmado a discriminação racial e o racismo através das redes sociais, no setor de trabalho, nos hospitais, nas políticas públicas, no aparato policial e, ainda, nas instituições de ensino que têm evidenciado este racismo à brasileira. Na escola, em especial, este racismo tem se manifestado no currículo, nos livros didáticos, na literatura infanto-juvenil, nas práticas pedagógicas, no desempenho dos alunos em sala de aula, nas formas de avaliação, nas relações entre crianças, etc. O certo é que, não são raras as situações de discriminação que as crianças enfrentam no cotidiano escolar. Contudo, as crianças de diferentes pertencimentos étnico-raciais reagem a essa estrutura racista, posto que, possuem agência, são portadoras e construtoras de cultura e, nesse sentido, têm muito a nos dizer sobre diversos aspectos da vida social e cultural, inclusive sobre as relações raciais vivenciadas no contexto escolar. Diante desse quadro, faz-se necessário pensar a infância segundo outra ordem, na sua heterogeneidade, e isso implica em construir novos significados e sentidos do que é ser criança negra, branca, indígena, cigana, campesina, quilombola, ribeirinha, caiçara, etc. Perspectivas interdisciplinares, que dialogam com sociologia da infância, antropologia da criança, pedagogia da infância, história, só para citar alguns exemplos, têm nos permitido pensar novas potências infantis, outras experiências do ser criança e suas infâncias a partir do ponto de vista das próprias crianças. Este Dossiê, intitulado: Infâncias e crianças: diálogos com as relações étnico-raciais, objetiva reunir estudos e pesquisas que abordem; i) as diferentes infâncias a partir do marcador étnico-racial; ii) discutir e problematizar a diversidade étnico-racial; iv) analisar a produção de sentidos de ser criança em diferentes contextos socioculturais;  v) as relações entre crianças de diferentes pertencimentos étnico-raciais nas instituições de ensino e os processos que atravessam a construção de suas identidades; vi) as pedagogias antirracistas e práticas pedagógicas voltadas às crianças em diálogo com as Leis 10.639/2003 e 11.645/2008 e; vii) o racismo vivido no cotidiano das crianças. Serão aceitos para avaliação artigos, ensaios, relatos de experiências e resenhas que discutam teórica, metodológica, histórica e politicamente as reações étnico-raciais na infância.

Saiba mais sobre DOSSIÊ: INFÂNCIAS E CRIANÇAS: DIÁLOGOS COM AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS PREÂMBULO SUBMISSÕES ABERTAS - 19/01 À 30/12/2021

Edição Atual

v. 17 n. 2 (2021): Artigos Livres
					Visualizar v. 17 n. 2 (2021): Artigos Livres
Publicado: 28-01-2021

Artigos Livres

Ver Todas as Edições

Itinerarius Reflectionis foi criada pelo Curso de Pedagogia UAE/EDU da Universidade Federal de Goiás da Regional Jataí. Longe de ser apenas uma vitrine de ideias virtuais, pretende ser um caminho que possa irrigar e fertilizar o sólido árido da pobreza cultural que muitas vezes reina em nossa sociedade. Esta revista dirige-se a toda comunidade científica e publicará essencialmente artigos em linguas: portuguesa, inglesa, espahola e francessa. Tendo caráter nacional e internacional, publica artigos de natureza teórico-metodológica, procurando sempre manter um nível de exigência e qualidade. O material publicado pela revista poderá ser reproduzido para uso pessoal e acadêmico, desde que citada a fonte, incluindo a URL da revista. As publicações são quadrimestrais. As opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores. O objetivo principal da criação dessa revista é o de criar um espaço on-line para a divulgação da produção acadêmica, na medida que esta proporciona e torna cada vez mais acessível à sociedade e a cultura o trabalho do corpo docente da Regional Jataí e de demais instituições de ensino que queiram contribuir para a produção científica, educativa, sistematizada e tecnológica.