Relações entre gordofobia e teoria Histórico-Cultural

interfaces com a educação

Autores

  • Valdelice Cruz da Silva Souza Universidade Federal de Mato Grosso do Sul(UFMS), Campo Grande, Mato Grosso Do Sul, Brasil, valczsouza@gmail.com
  • Josiane Peres Gonçalves Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Câmpus de Naviraí (UFMS), Naviraí, Mato Grosso DoSul, Brasil, valczsouza@gmail.com http://orcid.org/0000-0002-7005-849X

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v17i2.58997

Resumo

Ao observar o desenvolvimento da humanidade, é possível notar as diferentes configurações atribuídas ao corpo humano que ocorreram de maneira contraditória, isso é, outrora o corpo gordo foi considerado sinônimo de riqueza e fartura, atualmente é tido como deformidade, feio e repugnante. Destarte, a partir dessa afirmativa, o objetivo desse escrito consiste em analisar criticamente o fenômeno gordofobia segundo a perspectiva da Teoria Histórico-Cutural, bem como destacar sua ação coerciva na vida dos indivíduos, principalmente entre os pré-adolescentes em âmbito escolar. Assim, a pesquisa se pauta numa perspectiva bibliográfica, norteada por autores que discutem o assunto. Os resultados evidenciam que a gordofobia é internalizada socialmente como signos e ocorre em vários campos sociais, como escolar, profissional e econômico, sendo divulgados constantemente pela mídia. Evidencia-se ainda que o preconceito seja maior em relação às mulheres, o que torna essencial as discussões de gênero relacionado à gordofobia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valdelice Cruz da Silva Souza, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul(UFMS), Campo Grande, Mato Grosso Do Sul, Brasil, valczsouza@gmail.com

Mestranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/FAED). Bolsista pela CAPES. Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Câmpus de Naviraí. Atuou como bolsista de Iniciação Científica – PIBIC CNPq e PIBIC UFMS. Integrante do Grupo de Estudo e Pesquisa em Desenvolvimento, Gênero e Educação (GEPDGE).

Josiane Peres Gonçalves, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Câmpus de Naviraí (UFMS), Naviraí, Mato Grosso DoSul, Brasil, valczsouza@gmail.com

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Professora Permanente do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Campus do Pantanal (CPAN/UFMS) e Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação (FAED/UFMS). Líder do Grupo de Estudo e Pesquisa em Desenvolvimento, Gênero e Educação (GEPDGE).

Downloads

Publicado

28-01-2021

Como Citar

Cruz da Silva Souza, V., & Peres Gonçalves, J. (2021). Relações entre gordofobia e teoria Histórico-Cultural: interfaces com a educação. Itinerarius Reflectionis, 17(2), 01–18. https://doi.org/10.5216/rir.v17i2.58997

Edição

Seção

Artigos Livres