BRINCADEIRAS E LITERATURA: EXPERIÊNCIA DE TRABALHO E POSSIBILIDADES DE ENSINO NO BERÇÁRIO

Autores

  • Raquel Quintina Pereira Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí
  • Vânia Ramos Rodrigues Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v10i2.37221

Palavras-chave:

Educação Infantil. Brincadeiras. Literatura.

Resumo

Este trabalho é resultado de uma experiência realizada na disciplina de Estágio em Educação Infantil (EI) e anos iniciais do Ensino Fundamental II em uma instituição de ensino da cidade de Jataí – GO. O trabalho foi desenvolvido por meio de um projeto de intervenção em uma turma do Berçário I, na qual buscamos conhecer e compreender possibilidades de trabalho com crianças entre quatro meses e um ano e meio de idade. Sendo assim, levantamos a seguinte questão: é possível trabalhar com crianças dessa faixa etária, garantindo que a instituição seja espaço de cuidado, brincadeira e educação? É também possível trabalhar com a literatura infantil como garantia de aprendizagem na EI? Este trabalho tem como objetivo incentivar e propiciar o desenvolvimento das habilidades físico/motora, afetiva, cognitiva, ética, estética, social, interpessoal dos bebês, por meio da brincadeira e literatura infantil. Utilizamos estudo bibliográfico a partir dos aportes teóricos de Abramovich (1997), Arce e Silva (2009), Lino (1999), Horn (2004), dentre outros. Concluímos nossa proposta cientes da grande importância de uma parceria ativa e eficaz entre a universidade e as instituições de ensino, no sentido de aliar às teorias que embasam o trabalho na prática e de que quando levamos à instituição os nossos conhecimentos, é no intuito de  ali propor diferentes possibilidades de desenvolvimento da criança de berçário, mostrando possibilidades de ensino e desconstruindo um conceito de que a creche não é apenas um lugar para se cuidar das crianças, deixando claro que até mesmo nas atividades de rotina, podemos passar ensinamentos e desenvolver o cognitivo das crianças.


 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Quintina Pereira, Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí

Pedagoga pela Universidade Federal de Goiás - Campus Jataí

Vânia Ramos Rodrigues, Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí

Pedagoga pela Universidade Federal de Goiás - Campus Jataí

Referências

ABRAMOVICH, Fanny. Literatura infantil: gostosuras e bobices. 5. ed. São Paulo: Scipione, 1997. (Pensamento e ação no magistério)

ARCE, Alessandra; SILVA, Janaina Cassiano. É possível ensinar no berçário? O ensino como eixo articulador do trabalho com bebês (6 meses a 1 ano de idade). In: ARCE, Alessandra; MARTNS, Lígia M. (orgs). Ensinando aos pequenos de zero a três anos. Campinas, SP: Alínea, 2009. p. 163-185.

CARVALHO, Mara I. Campos de; RUBIANO, Márcia R. Bonagamba. Organização do Espaço em Instituições Pré-Escolares. In: OLIVEIRA, Zilma de Moraes Ramos de (org.). Educação infantil: muitos olhares. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001. p. 107-130.

FRAZOTTO, Lenice. Pensando a disciplina: trabalhar regras é mais importante do que uma classe quietinha. In: FERREIRA, Maria Clotilde Rossetti. Os fazeres na educação infantil. São Paulo: Cortez, 2009.

HORN, Maria da Graça Souza. Sabores, cores, sons, aromas: a organização dos espaços na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2004. p. 13-21.

LIMA, Laís Leni O. As muitas faces do trabalho que se realiza na educação infantil. 2010. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.

LINO, Dulcimarta Lemos. Música é... cantar, dançar... e brincar! Ah, tocar também! In: CUNHA, Susana Rangel Vieira da (org.). Cor, som e movimento: a expressão plástica, musical e dramática no cotidiano da criança. Porto Alegre: Mediação, 1999. p. 59-92.

RAMOS, Tacyana Karla Gomes. Ampliando recursos expressivos. In: RAMOS, Tacyana Karla Gomes; ROSA, Ester Calland de Sousa (Orgs.). Os saberes e as falas de bebês e suas professoras. 2. ed. rev. e ampl. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 92-111.

SILVA, Lésia M. Fernandes; COSTA, Edna Ap. A. da e MELLO, Ana Maria. Os contos que as caixas contam. In: ROSSETTI-FERREIRA, Maria Clotilde et. al. Os fazeres na educação infantil. Ribeirão Preto SP: Cortez, 2009.

SOUZA, Andressa Celis ; WEISS, Vanilda. Aprendendo a ser professora de bebês. In: OSTETTO, Luciana Esmeralda (Org.). Educação Infantil: Saberes e fazeres da formação de professores. Campinas, SP: Papirus, 2008. p. 33-48.

Downloads

Publicado

2014-12-15

Como Citar

PEREIRA, R. Q.; RODRIGUES, V. R. BRINCADEIRAS E LITERATURA: EXPERIÊNCIA DE TRABALHO E POSSIBILIDADES DE ENSINO NO BERÇÁRIO. Itinerarius Reflectionis, Goiânia, v. 10, n. 2, 2014. DOI: 10.5216/rir.v10i2.37221. Disponível em: https://revistas.ufg.br/rir/article/view/37221. Acesso em: 28 set. 2022.