A RÁDIO NA ESCOLA: POSSIBILIDADE INTERATIVA

Autores

  • Letícia Oliveira Tenório UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
  • Marilda Shuvartz UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIAS

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v12i1.37129

Palavras-chave:

comunicação, escola, tecnologias, formação de professor.

Resumo

O curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás possui em seu Projeto Pedagógico a disciplina de Estágio Supervisionado I que se caracteriza pela construção de um Projeto de Intervenção Pedagógica que visa inserir o graduando em situações de investigação do cotidiano escolar. Esta por sua vez, possibilita ao estagiário desenvolver habilidades e atitudes importantes na prática docente, promovendo um constante diálogo entre os estagiários e a escola como um todo. O presente trabalho relata os estudos realizados no processo de construção e execução do projeto de intervenção desenvolvido em uma escola pública da rede estadual de ensino. O fato de a escola possuir uma rádio, vislumbramos a reativação da mesma como um espaço de comunicação entre as pessoas na e da escola, além de funcionar como uma ferramenta pedagógica, de entretenimento, produção cultural e informação. Das atividades desenvolvidas, destacamos a revisão dos equipamentos, a realização de três oficinas de capacitação para alunos e professores para a produção dos programas de rádio e o manuseio da aparelhagem, ministrada por estudantes de jornalismo.  Desta forma, podemos concluir que este projeto colocou os estagiários enquanto mediadores de solução a um problema da escola, gerando a participação de gestores, alunos, professores e estagiários. A rádio volta a ser um espaço de socialização dos alunos com a discussão de temas, conhecimento cotidiano, a alegria da música que ampliam o espaço de convivência no intervalo. Não é mais possível ver a educação sem a comunicação, sem as novas tecnologias capazes de auxiliar neste processo de construção de conhecimento e cidadania.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia Oliveira Tenório, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

Aluno de graduação do Curso de Ciencias Biológicas - Licenciatura

Referências

ALARCÃO, I. Escola reflexiva e nova racionalidade. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

ALMEIDA, M.E.B. e PRADO, M.E.B.B. (Orgs.) O computador portátil na escola: mudanças e desafios nos processos de ensino e aprendizagem. São Paulo: Avercamp, 2011.

ASSUMPÇÃO, Z.A. Radioescola: lócus de cidadania, oralidade e escrita. UNIrevista, 1(3): 1-10, 2006.

ASSUMPÇÃO, Z.A. A Rádio na Escola: uma prática educativa eficaz, 2001. Disponível em: http://www.bemtv.org.br/portal/educomunicar/pdf/radionaescola.pdf acesso em 14/05/14.

COSTA, F. A. O que justifica o fraco uso dos computadores na escola? Lisboa: Polifonia, 2004. p. 19-32..

FREIRE, Paulo. Professora sim, Tia não: Cartas a quem ousa ensinar. São Paulo: Olho

D’agua, 2006.

GOIANIA. Projeto Político Pedagógico do Colégio Estadual Waldemar Mundim. 2010

GONÇALVES, E.M.; AZEVEDO, A.B. O Rádio na escola como instrumento de cidadania: uma análise do discurso da criança envolvida no processo. Ano 1 n°.2, julho/dezembro, 2004. Disponível em: < http://www2.metodista.br/unesco/GCSB/comunicacoes_radio_escola.pdf acesso em 14/05/14>.

GADOTTI, M. Perspectivas atuais da educação. São Paulo: Perspec, v. 14, n. 2, p. 03-11, junho 2000. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-8392000000200002&lng=en&nrm=iso> Acesso em 01 e agosto de 20015.

LIMA, M. S.L. Reflexões sobre o estágio/Prática de ensino na formação de professores. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v.8 n.23 p.195-205/abr. 2008.

PENUEL, W.R. Implementation and effects of one-to-one computing initiatives: a research synthesis. Journal of Research on Technology in Education, 38(3): 329-348, 2006.

PIMENTA, S.G. Estágio e docência. 7° ed., São Paulo: Cortez, 2012.

PIMENTA, S.G, LIMA, M. S. L. Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poíesis-Volume 3, Números 3 e 4, pp.5-24, 2005/2006.

PIMENTA, S.G. O estágio na formação de professores: unidade teórica e prática? - Cad. Pesq. São Paulo, n° 94 p. 58-73 ago. 1995.

SILVA, Arlete Vieira da. Estágio supervisionado no curso de licenciatura: momentos de vivência da profissão professor nas escolas de educação básica. Revista Espaço Acadêmico. n°73 junho,2007

ULIANA, E. R. Estágio Supervisionado: uma oportunidade de reflexão das praticas na formação inicial de professores de ciências. (Dissertação) 2009, PUCPR.

WARSCHAUER, M.E. Laptops and literacy: a multi-site case study. Pedagogies, 3(1): 52-67, 2008.

Downloads

Publicado

2016-02-01

Como Citar

TENÓRIO, L. O.; SHUVARTZ, M. A RÁDIO NA ESCOLA: POSSIBILIDADE INTERATIVA. Itinerarius Reflectionis, Goiânia, v. 12, n. 1, 2016. DOI: 10.5216/rir.v12i1.37129. Disponível em: https://revistas.ufg.br/rir/article/view/37129. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Elicpibid - 2º Encontro de Licenciaturas do Sudoeste Goiano