PROMOÇÃO DE SAÚDE NA ESCOLA: O PAPEL DA PSICOLOGIA ESCOLAR

Autores

  • Jéssica Limberger Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS
  • Lisiane Ligia Mella Universidade de Passo Fundo - UPF
  • Talzamara de Oliveira Duarte Universidade de Passo Fundo - UPF

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v10i2.33046

Palavras-chave:

promoção de saúde, habilidades de vida, psicologia escolar, educação

Resumo

A promoção de saúde no contexto escolar requer ações integradas com a proposta pedagógica da escola. Para tanto, programas de promoção de habilidades de vida podem constituir um importante campo de intervenção do psicólogo escolar. Desta forma, objetiva-se descrever um programa de promoção de saúde em estudantes da rede pública de ensino, a partir do desenvolvimento de habilidades de vida. Foram desenvolvidos oito encontros, com duração de duas horas cada, em quatro grupos de aproximadamente seis alunos. As temáticas trabalhadas foram: empatia, comunicação assertiva, manejo de emoções e sentimentos, manejo de tensões e estresse, pensamento crítico, tomada de decisão e relações interpessoais. Os alunos avaliaram de maneira positiva a intervenção, com assiduidade e melhoras em seus comportamentos, conforme observado pelos professores. Sugere-se a continuidade de programas de habilidades de vida, ampliando o número de encontros e a frequência dos grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jéssica Limberger, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS

Graduação em Psicologia pela Universidade de Passo Fundo - UPF

Mestranda em Psicologia Clínica na Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS, bolsista CAPES/PROSUP

Lisiane Ligia Mella, Universidade de Passo Fundo - UPF

Graduação em Psicologia pela Universidade de Passo Fundo - UPF

Talzamara de Oliveira Duarte, Universidade de Passo Fundo - UPF

Graduação em Psicologia pela Universidade Católica de Pelotas - UCPel

Especialista em Psicologia Escolar e Especilista em Psicoterapia Cognitivo-Comportamental pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS

Mestrado em Psicologia do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Referências

ANTUNES, M. A. M. Psicologia Escolar e Educacional: história, compromissos e perspectivas. Psicologia Escolar e Educacional. V. 12, n. 2. Campinas: ABRAPEE, 2008.

ARAÚJO, J. B; GOMES, J. J. C. A perspectiva do professor diante do bullying no âmbito escolar. Itinerarius Reflectionis. v. 1. n. 16, 2014.

ARANTES, R. C, et al. Processo saúde-doença e promoção da saúde: aspectos históricos e conceituais. Rev. APS, V. 11, N. 2, P.189-198, 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde; Projeto Promoção de Saúde. As cartas de promoção de saúde. Brasília: Ministério da Sáude, 2002.

BUSS, P. M. Promoção de saúde e qualidade de vida. Ciência & Saúde Coletiva, v. 5, n. 1. p.163-177. 2000.

CABALLO, V. E. Manual de avaliação e treinamento das habilidades sociais. São Paulo: Santos, 2008.

CAMPOS, H. R; JORGE, S. D. C. Violência na escola: uma reflexão sobre o bullying e a prática educativa. Em Aberto, Brasília, v. 23, n.83, p. 107-128, 2010.

COUTINHO, L. G; ROCHA, A. P. R. Grupos de reflexão com adolescentes: elementos para uma escuta psicanalítica na escola. Psicol. clin., Rio de Janeiro , v. 19, n. 2, Dec. 2007.

GORAYEB, R. O ensino de Habilidades de Vida em escolas no Brasil. Psicologia, Saúde & Doenças. v.3, n.2. p.213-217. 2002.

MOURA, M, L; SODRÉ, C. M. O; ALEXANDRE, I. J. Violência no espaço escolar. Revista Eventos Pedagógicos. V. 3, n. 2, 2012.

ROSA, M. J. A. Violência no ambiente escolar: refletindo sobre as consequências para o processo ensino aprendizagem. Itabaiana: GEPIADDE, v. 8, 201

SILVA, R. C. (2002). Metodologias participativas para trabalhos de promoção de saúde e cidadania. São Paulo: Vetor.

MARCHETTO, G. L. A. Educação para a Paz: um caminho necessário. São Paulo: Paulinas, 2009.

MINTO, E. C., PEDRO, C. P. NETTO, J. R. C., BUGLIANI, M. A. P., GORAYEB, R. Ensino De Habilidades De Vida Na Escola: Uma Experiência Com Adolescentes. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 11, n. 3, p. 561-568, set./dez. 2006.

MANGRULKAR, L; WHITMAN, C. V; POSNER, M. Enfoque de habilidades para la vida para um desarrollo saludable de ninõs y adolescentes. Washington: OPS, 2001.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. A promoção da saúde no contexto escolar. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 36, n. 4, ago. 2002 . Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102002000400022&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 1 jun. 2014.

MINTO, E. C. et al. Ensino de habilidades de vida na escola: uma experiência com adolescentes. Psicologia em Estudo. V. 11, n. 3; 2006.

MURTA et al, Prevenção primária em saúde na adolescência: avaliação de um programa de habilidades de vida. Estudos de Psicologia, v. 14, n. 3, p.181-189, 2009.

MURTA, S. G. Programas de Prevenção a Problemas Emocionais e Comportamentais em Crianças e Adolescentes. Lições de Três Décadas de Pesquisa. Psicologia: Reflexão e Crítica, v.20, n.1, p.1-8, 2007.

MUZA, G. M. & Costa, M. P. Elementos para a elaboração de um projeto de promoção à saúde e desenvolvimento de adolescentes: o olhar dos adolescentes. Cad. Saúde Pública, v.18, n.1, p. 321-328, 2002.

PRANIS, K. Processos Circulares. São Paulo: Palas Athena, 2010.

ROSENBERG, M. B.; Comunicação Não-violenta: Técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais. São Paulo: Editora Ágora, 2006.

RUÍZ, V. M. Habilidades para la vida: uma propuesta de formación humana. Itinerario Educativo, n.63, p. 61-89. 2014.

Downloads

Publicado

2015-03-24

Como Citar

LIMBERGER, J.; MELLA, L. L.; DUARTE, T. de O. PROMOÇÃO DE SAÚDE NA ESCOLA: O PAPEL DA PSICOLOGIA ESCOLAR. Itinerarius Reflectionis, Goiânia, v. 10, n. 2, 2015. DOI: 10.5216/rir.v10i2.33046. Disponível em: https://revistas.ufg.br/rir/article/view/33046. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

PSICOLOGIA: Desafios e possibilidades sob uma perspectiva educacional [Dossiê de Psicologia]