REVISITANDO A TEORIA ATRIBUCIONAL: COMPREENDENDO AS RELAÇÕES INTERPESSOAIS EM SALA DE AULA

Autores

  • Mirella Paiva
  • Evely Boruchovitch

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v10i2.31195

Resumo

A Teoria Atribucional de Weiner é muito importante para a compreensão das relações entre pensamentos, sentimentos e ação em contexto escolar. As atribuições de causalidade são crenças sobre as causas responsáveis por experiências de sucesso e fracasso. Embora no início essa abordagem tenha se concentrado nos estudos sobre como indivíduos interpretam suas próprias experiências de sucesso e fracasso escolar (foco intrapessoal), ela se mostrou relevante também na perspectiva interpessoal, ou seja, na compreensão de fenômenos importantes que ocorrem em contexto social e escolar, tais como: reações a estigmas ou rótulos, agressão, altruísmo, comportamento de ajuda, punição, entre outros. Revisitar a Teoria Atribucional nas perspectivas intra e interpessoal e analisar como as crenças atribucionais de professores e alunos podem afetar a qualidade das relações interpessoais em sala de aula, o desempenho acadêmico e a prática docente foram os objetivos deste artigo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-03-23

Como Citar

PAIVA, M.; BORUCHOVITCH, E. REVISITANDO A TEORIA ATRIBUCIONAL: COMPREENDENDO AS RELAÇÕES INTERPESSOAIS EM SALA DE AULA. Itinerarius Reflectionis, Goiânia, v. 10, n. 2, 2015. DOI: 10.5216/rir.v10i2.31195. Disponível em: https://revistas.ufg.br/rir/article/view/31195. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

PSICOLOGIA: Desafios e possibilidades sob uma perspectiva educacional [Dossiê de Psicologia]