FORMAÇÃO HUMANA E MÚSICA: UM ESTUDO SOB A ÓTICA DE T. W. ADORNO

Autores

  • Cristiano Aparecido Costa Universidade Federal de Goiás/Instituto Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v10i2.30155

Palavras-chave:

Música, Formação Humana, Educação, Teoria Crítica.

Resumo

O objetivo deste estudo é refletir sobre a influência da música na formação humana. O principal referencial teórico é T. W. Adorno. A análise foi baseada em seu texto “Sobre Música Popular”. Duas categorias principais foram norteadoras: estandardização e pseudo-individuação. Este artigo está estruturado em três partes que visam, sob a ótica de T. W. Adorno, relacionar aspectos sócio-históricos da música ocidental com aspectos da sociedade atual.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiano Aparecido Costa, Universidade Federal de Goiás/Instituto Federal de Goiás

Doutorando em educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás. Docente da área de Artes/Música do Instituto Federal de Goiás.

Referências

ADORNO, T. W. Sobre música popular. In: Cohn, G. (org.) Sociologia. São Paulo: Ática, 1986, p. 115-146.

ADORNO, T. W; HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento: fragmentos filosóficos. Tradução: Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

GROUT, D. J.; PALISCA, C.V. História da Música Ocidental. 5ª ed. Tradução: Ana Luísa Faria. Lisboa: Gradiva, 2007.

HOBSBAWM, E. J. A Era das Revoluções 1789 - 1848. 25ª ed. Tradução: Maria Tereza Teixeira e Marcos Penchel. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

LIMA, R. T. Abecê do Folclore. 6ª ed. Sao Paulo: Recordi, 1985.

RAYNOR, H. História Social da Música: Da Idade Média a Beethoven. Tradução: Nathanael C. Caixeiro. Rio de janeiro: Zahar Editores, 1981.

STRUNK, O. The Baroque Era. New York: Norton e Company, 1965.

Downloads

Publicado

2015-02-12

Como Citar

COSTA, C. A. FORMAÇÃO HUMANA E MÚSICA: UM ESTUDO SOB A ÓTICA DE T. W. ADORNO. Itinerarius Reflectionis, Goiânia, v. 10, n. 2, 2015. DOI: 10.5216/rir.v10i2.30155. Disponível em: https://revistas.ufg.br/rir/article/view/30155. Acesso em: 27 nov. 2022.