AS INFLUÊNCIAS DO NEOLIBERALISMO NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

Autores

  • Jaqueline Daniela Basso Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de São Carlos
  • Dr. Luiz Bezerra Neto

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v1i16.29044

Palavras-chave:

Neoliberalismo, Banco Mundial, Economia e Educação

Resumo

Neste trabalho nos dedicaremos à compreensão da influência do neoliberalismo na economia e na educação brasileira, que se tornou preponderante a partir dos anos 1990 e que tem aprofundado as desigualdades sociais e diminuído ainda mais os investimentos em bens sociais como a educação. Desta maneira, pretendemos compreender de que forma as políticas neoliberais tem se apresentado no Brasil e quais suas implicações, principalmente na educação do país.

DOI: 10.5216/rir.v1i16.29044

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaqueline Daniela Basso, Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de São Carlos

Pedagoga, mestre em Educação pelo Departamento de Pós-Educação em educação da Universidade Federal de São Carlos, na linha Estado, Pòlítica e Formação Humana com ênfase em Educação do Campo. Pesquisadora no Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação do Campo- GEPEC/ UFSCar.

Referências

ANDERSON, Perry. Balanço do Neoliberalismo. In: GENTILI, Pablo; SADER, Emir (Org.). Pós- neoliberalismo: as políticas sociais e o estado democrático. 3ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra,1996, p. 9-23

BÓRON, Atilio. A sociedade civil após o dilúvio neoliberal. In: GENTILI, Pablo; SADER, Emir (Org.). Pós- neoliberalismo: as políticas sociais e o estado democrático. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996a. p. 63-118.

BÓRON, Atilio. A trama do Neoliberalismo: Mercado, crise e exclusão social. In: GENTILI, Pablo; SADER, Emir (Org.). Pós- neoliberalismo: as políticas sociais e o estado democrático. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996b. p. 139- 180.

BRASIL. Comissão de Educação e Cultura. Projeto de lei do plano nacional de educação (PNE 2011- 2020). Brasília, 2011. 105 p. Disponível em: <https://docs.google.com/viewer?a=v&q=cache:ww65LVtMxy4J:bd.camara.gov.br/bd/bitstream/handle/bdcamara/5826/projeto_pne_2011_2020.pdf?sequence%3D1+Lei+(PL)+n%C2%BA+8.035,+de+2010&hl=pt-BR&gl=br&pid=bl&srcid=ADGEESgi_jy9ouMZu5L2UHLu8lqmeIRbpJ37_gDOj5Xdp0ebgu2RrQeZqcGxc_kYur3hhArS4p-mh9YNVDij0brqlVxt2GnTAhz71Cp3zXWxPxc6_mMKTEwO3WYubtG444OaxQ5FG1AN&sig=AHIEtbQQBhURz1O2UatR1sYNO1VMuYHUSQ> Acesso em: 22 mar. 2013.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/leis/lein9394.pdf> Acesso em: 05 maio 2012.

DELORS, Jacques (Org.). Educação: um tesouro a descobrir. Tradução: José Carlos Eufrázio. São Paulo: Cortez, 1998. 288p. Disponível em: < http://ftp.infoeuropa.eurocid.pt/database/000046001-000047000/000046258.pdf> Acesso em: 22 mar. 2013.

FONSECA, Marília. O financiamento do Banco Mundial à educação brasileira: vinte anos de cooperação internacional. In: TOMMASI, Lívia de; WARDE, Mirian Jorge; HADDAD, Sérgio (orgs.). O banco mundial e as políticas educacionais. São Paulo: Cortez, 2007. p. 229- 251.

MOLINA, Mônica Castagna. Políticas públicas. In: CALDART, Roseli Salete(Org.) et. al. Dicionário de Educação do Campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio; São Paulo: Expressão Popular, 2012. p. 587- 596.

OLIVEIRA, Francisco de. Neoliberalismo à brasileira. In: GENTILI, Pablo; SADER, Emir (Org.). Pós- neoliberalismo: as políticas sociais e o estado democrático. 3ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra,1996. p. 24-28.

PEREIRA, Sandra Márcia Campos. Projeto Nordeste de educação básica e o FUNDESCOLA: uma análise do discurso governamental e do Banco Mundial sobre a qualidade do ensino. 2007. 149p. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista, Araraquara, SP. Disponível em: <http://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/bar/33004030079P2/2007/pereira_smc_dr_arafcl.pdf> Acesso em: 23 abr. 2012.

SANTOS, Catarina de Almeida et. al. Avaliação de desempenho docente nas Redes estaduais de educação básica no Brasil. In: congresso ibero americano de política e administração da educação: gestão pedagógica e política educacional desafios para a melhoria da formação e profissionalização dos educadores. 3, 2012, Zaragoza, Espanha. 16p. Disponível em: <http://www.anpae.org.br/iberoamericano2012/Trabalhos/CatarinadeAlmeidaSantos_res_int_GT2.pdf> Acesso em: 12 de dezembro de 2012.

SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 13. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2000b. 247p. (Coleção Educação Contemporânea).

SILVA, Maria Abadia da. Do projeto político do banco mundial ao projeto político- pedagógico da escola pública brasileira. Cadernos Cedes, Campinas, SP, v.23, n. 61, p. 283- 301, dez. 2003. Disponível em: <http://www.cedes.unicamp.br> Acesso em: 20 dez. 2011.

SOARES, Maria Clara Couto. Banco mundial: políticas e reformas. In: TOMMASI, Lívia de; WARDE, Mirian Jorge; HADDAD, Sérgio (Org.). O Banco Mundial e as políticas educacionais. São Paulo: Cortez, 2007. p. 229- 251.

THERBORN, Göran. A trama do Neoliberalismo: Mercado, crise e exclusão social. In: GENTILI, Pablo; SADER, Emir (Org.). Pós- neoliberalismo: as políticas sociais e o estado democrático. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996. p. 139- 180.

Downloads

Publicado

2014-04-22

Como Citar

BASSO, J. D.; NETO, D. L. B. AS INFLUÊNCIAS DO NEOLIBERALISMO NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES. Itinerarius Reflectionis, Goiânia, v. 10, n. 1, 2014. DOI: 10.5216/rir.v1i16.29044. Disponível em: https://revistas.ufg.br/rir/article/view/29044. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos Livres