ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS DAS PERDAS POR MAKING-DO RELATIVA À SEGURANÇA DO TRABALHO EM CONSTRUTORAS GOIANAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/reec.v19i2.73808

Palavras-chave:

Making-do, Segurança do trabalho, Construtoras, Análise preliminar de riscos, Medidas de segurança

Resumo

Este artigo retrata o impacto na segurança do trabalho gerado pelo making-do em construtoras goianas a partir do método de análise preliminar de riscos, com o qual foram identificadas as situações de risco presentes em cada etapa construtiva, assim como a severidade inerente ao risco, as medidas de segurança ausentes e as intervenções que devem ser tomadas para mitigação do risco identificado. Inicialmente foram levantados os dados existentes quanto ao impacto do making-do a fim de filtrar aqueles relacionados com impacto de segurança para uma análise mais rigorosa através do método escolhido para tanto. Por fim foi realizado um levantamento prévio dos métodos de análise de riscos existentes para comparar os pontos positivos e negativos de cada um destes e evidenciar que o método aplicado é o que melhor se adequada ao proposto neste trabalho. Dessa forma foi obtido o resultado da análise de risco, com a identificação da execução estrutural como a etapa construtiva com mais inadequações em suas frentes de trabalho e as circunstâncias que as ocasionam. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Queiroz Fonseca, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil. guilhermefonseca481@gmail.com

Engenheiro Civil, Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Escola de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade Federal de Goiás (EECA/UFG)

Lucas Dinoah, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil. lucas.dinoah@gmail.com

Engenheiro Civil, Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Escola de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade Federal de Goiás (EECA/UFG)

Tatiana Gondim do Amaral, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil. tatiana_amaral@hotmail.com

Engenharia Civil, Doutora em Engenharia Civil, Docente, Escola de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade Federal de Goiás (UFG)

Referências

AMARAL, T. G.; BRAGA, P. B.; ELIAS, K. V. Perdas por making-do: Um estudo de caso em canteiros de obras de Goiânia/GO. XVIII Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (ENTAC). Porto Alegre, 2020.

AMARAL, T. G.; BRAGA, P. B.; ELIAS, K. V.; BRANDÃO, C. M. Dynamic method to identify and analyze losses by making-do in construction sites. Gestão & Produção, Goiânia, 2020.

AMARAL, T. G.; BRAGA, P. B.; NETO, J. P. B. Application of dynamic spreadsheets in the analysis of waste by making-do. Proc. 28th Annual Conference of the International. Group for Lean Construction (IGLC28). Berkeley, CA, USA, 2020.

BRAGA, P. B. Análise de perdas por making-do por meio de planilhas dinâmicas. Goiânia, 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil), Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.

BRANDÃO, C. M., ELIAS, K. V. Identificação de perdas por improvisação em canteiros de obras. Goiânia, 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil), Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.

CATARINA, A. S. Análise de Riscos em Projetos de Infra-estrutura: modelando a interface entre o gerenciamento de riscos de investidores e gestores em dois projetos do setor elétrico brasileiro. Florianópolis, 2008. 156 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

CHEN, Y.; ZHEN, Z.; YU, H.; XU, J. Application of Fault Tree Analysis and Fuzzy Neural Networks to Fault Diagnosis in the Internet of Things (IoT) for Aquaculture; College of Information and Electrical Engineering, China Agricultural University, Beijing, 2017.

CUNHA, M. P. Bricolage in Organizations. Lisboa, 2004. Instituto Nova Fórum, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2004.

DINOAH, L. O., MARTINS, A. G., RIBEIRO, R. G. O. S. Determinação das perdas por making-do em empresas goianas. Goiânia, 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil), Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.

FIGUEIREDO, G. S.; CATARINA, A. S. Análise De Riscos: Identificação e descrição dos riscos no desenvolvimento de um empreendimento imobiliário na visão de um investidor não gestor. Revista Iberoamericana de Engenharia Indutrial, Florianópolis, v 8, n. 15, p. 1-16, 2016.

FIREMAN, M. C. T; FORMOSO, C. T.; ISATTO E. L. Integrating Production and Quality Control: monitoring making-do and unfinished work. In: ANNUAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION, 21th, Fortaleza, 2013. Proceedings… Fortaleza, 2013.

FONTENELE, A.D; MACHADO, A.M.L; SANTOS, E.M. Análise das perdas por making-do em canteiros de obras na cidade de Fortaleza, Ceará, Brasil. Fortaleza, 2019. Dissertação de Mestrado (Engenharia Civil: Estruturas e Construção Civil), Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.

FORMOSO, C. T et al.. Perdas na construção civil: conceitos, classificações e indicadores de controle. Núcleo Orientado para a Inovação da Edificação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1996.

FORMOSO, C. T.; SOILBELMAN, L.; CESARE, C.; ISATTO, E.L. Material Waste in Building Industry: Main Causes and Prevention. In: JOURNAL OF CONSTRUCTION ENGINEERING AND MANAGEMENT. ASCE (AMERICAN SOCIETY OF CIVIL ENGINEERS). JULY/AUGUST 2002.

FORMOSO, C. T.; SOMMER, L.; KOSKELA, L.; ISATTO, E. L. The identification and analysis of making-do waste: insights from two Brazilian construction sites. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 17, n. 3, p. 183-197, jul./set. 2017. ISSN 1678-8621 Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído.

FORMOSO, C. T.; SOMMER, L.; KOSKELA, L.; ISATTO, E.L. An Exploratory Study on the Measurement and Analysis of Making-do in Construction Sites. Proc. 19 th of the International Group for Lean Construction Annual Conference, 2011, Lima, Peru, 2011.

GROSSKOPF, J.; MENEZES, A. S.; SANTOS, D. G. Proposal of Activities that Facilitate Work in order to Avoid Workflow Interruptions Caused by Making-Do. Proceedings IGLC-21, 2013, Fortaleza, Brasil, 2013.

ICOLD. ICOLD Guidelines os Risk Assesment for Damns. Attachment by: Williams, A. (ICOLD Iternational Committee on Dam Safety, AWT DDirector); ICOLD Chairman’s 1997/98 Progress report for New Delhi Meeting, (Informationletter), 1998.

JAVANMARDI, A.; ZHANG, Y.X.; LIU, Y.C.; YANG, S.J.; YU, X.X.; LIU, M.; HSIANG, S.M. Manager Perception and Decision for Making-do in China vs. the U.S, In: Proc. 27th ANNUAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL. GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION (IGLC), 2019 Dublin, Ireland.

KERN, A.P; FORMOSO, C.T. A utilização de “curvas de agregação de recursos” como ferramenta de integração dos diferentes setores de uma empresa de construção civil na gestão de custos. In: XXII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 2002, Curitiba, Paraná. Anais... Porto Alegre: ABEPRO, 2002. 8p.

KOSKELA, L. Application of the New Production Philosophy to Construction. Technical. Report n.72. Center of Integrated Facility Engineering, Departament of Civil Engineering, Stanford University, 1992.

KOSKELA, L. An Exploration Towards a Production Theory and its Application to Construction. 2000. 296p. Thesis (Dissertation for the degree of Doctor of Technology) - Technical Research Centre of Finland, Espoo, 2000.

KOSKELA, L. Making-do – The Eighth Category of Waste. In: 12th CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION, 2004, Dinamarca. Proceedings… Dinamarca, 2004.

MULLAI, A. Risk Management System – Risk Assessment Frameworks and Techniques; Turku School of Economics, Turku, Finlândia (2006).

Observatório Digital de Segurança e Saúde no Trabalho. OSST. Perfil dos Casos – CAT. Disponível em < https://smartlabbr.org/sst/localidade/5208707?dimensao=perfilCasosAcidentes>. Acesso em 31 de maio de 2019.

OHNO, T., O Sistema Toyota de produção: além da produção em larga escala. Trad. Schumacher C. Porto Alegre: Bookman, 1997.

PARDO, J. A. R. Metodologia para análise e gestão de riscos em pavimentos ferroviários. 2009. 187 f. Dissertação (Mestrado em geotecnia) – NUGEO, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2009

RAMASWAMY K.P.; KALIDINDI S.N. Waste in Indian Building Construction Projects, In: 17th CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION, 2009, Taiwan. Proceedings… Taiwan: [s.n.], 2009.

RIZZI, S. What-If Analysis. In: International Journal of Data Warehousing and Mining, Deis, University of Bologna, 2008, Italy.

RONEN B. The complete kit concept. International Journal of Production. London Taylor & Francis, v. 30, n° 10, p. 2457 – 2466, 1992.

SIVADASU, S.; GANGADHARAPPA, H.V.;, KIRAN, H.C.; ANNJEWEL, J. Quality Risk Management: A Review; JSS College of Pharmacy, Mysore, Karnataka, India(2017).

SANTOS, P. R. R.; SANTOS, D. DE G. Investigação de perdas devido ao trabalho inacabado e o seu impacto no tempo de ciclo dos processos construtivos. Ambiente Construído (Online), v. 17, p. 39-52, 2017.

SANTOS, D.G; Modelo de gestão de processos na construção civil para identificação de atividades facilitadoras. 2004. 201 f. Tese (Doutorado em engenharia de produção) – Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.

SANTOS, R. N. C.; Enquadramento das Análises de Risco em Geotecnia. Laboratório Nacional de Engenharia Civil – LNEC: Dissertação de Mestrado. Lisboa, 2007.

Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas. SEBRAE-NA/Dieese. Anuário do trabalho na micro e pequena empresa 2013, p.17. Disponível em < www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Anuario%20do%20Trabalho%20Na%20Micro%20e%20Pequena%20Empresa_2013.pdf>. Acesso em 29 maio 2018.

SOMMER, L. Contribuições Para Um Método de Identificação de Perdas Por Improvisação em Canteiros de Obras. Porto Alegre, 2010. 150 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

SOMMER, L; FORMOSO, C. T.. Método De Identificação De Perdas Por Improvisação Em Canteiros De Obras. In: XIII ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 2010, Canela. Anais... Canela: ANTAC, 2010.

THORNTON, E.; BROOK, O.R.; MENDIRATTA-LALA, M.; HALLET, D.T.; KRUSKAL, J.B. Application of Failure Mode and Effect Analysis in a Radiology Department; Radiological Society of North America (2010).

VELOSO, A.O; BULHÕES, I.R. Perdas por improvisação em obras e sua relação com o planejamento de médio prazo. In: Prêmio OAS/EP-UFBA. Inovação, Produtividade e Empreendedorismo na Engenharia Civil: Melhores de 2013. Bahia: OAS, 2014 p. 65-81, 2013.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

QUEIROZ FONSECA, G.; DINOAH, L.; GONDIM DO AMARAL, T. ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS DAS PERDAS POR MAKING-DO RELATIVA À SEGURANÇA DO TRABALHO EM CONSTRUTORAS GOIANAS. REEC - Revista Eletrônica de Engenharia Civil, Goiânia, v. 19, n. 2, p. 150–167, 2023. DOI: 10.5216/reec.v19i2.73808. Disponível em: https://revistas.ufg.br/reec/article/view/73808. Acesso em: 16 jul. 2024.