ANÁLISE 2D E 3D DA ESTABILIDADE DA BARRAGEM DE FUNDÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/reec.v16i1.53450

Resumo

RESUMO: A falha da Barragem de Fundão, o maior desastre de seu tipo no mundo, foi estudada por Morgenstern et al. (2016) através de abordagens bidimensionais. A investigação realizada não apontou mecanismos de instabilidade de taludes como sendo as causas do desastre. No entanto, o formato complexo da face da barragem, com regiões côncavas e convexas, não foi considerado devido às limitações das ferramentas empregadas. Este trabalho apresenta análises bidimensionais (2D) e tridimensionais (3D), teoricamente mais rigorosas e adequadas para a geometria da barragem. As análises de estabilidade do maciço foram realizadas utilizando o Método Geral das Fatias e das Colunas (GLE), por meio do software SVSLOPE. Foram realizadas buscas por superfícies críticas 2D e 3D, ao longo de todas as zonas da estrutura. Considerando-se parâmetros de resistência drenada, observou-se que Fundão se encontraria em condições de elevada segurança, sendo o menor Fator de Segurança igual a 1,744. Valores próximos de 1,0 foram obtidos considerando rejeitos na condição não drenada, supostamente menos representativa das condições reais de campo. Os Fatores de Segurança 3D se mostraram muito próximos dos 2D, porém com variações significativas nas regiões côncava e convexa. Desta forma, conclui-se que o formato próximo à região do recuo exige maior atenção e análises 3D podem identificar as regiões críticas.

ABSTRACT: The failure of the Fundão Dam, the largest disaster of its kind in the world, was studied by Morgenstern et al. (2016) using two-dimensional approaches. The carried out investigation did not point to mechanisms of slope instability as the causes of the disaster. However, the complex shape of the dam and its concave and convex regions were not originally considered due to limitations of the analysis tools employed. This paper presents two-dimensional (2D) and three-dimensional (3D) analyses that are more rigorous and well suited for the Fundão dam geometry. Slope stability analyses were accomplished using the General Limit Equilibrium Method of Slices and Columns (GLE) using the SVSLOPE software. Critical slip surfaces were searched in 2D and 3D, across the entire dam face. Drained shear strength parameters led to Factors of Safety that would indicate fairly stable conditions, with a lowest Factor of Safety of 1.744. Values close to 1.0 were obtained considering undrained conditions of the tailings, which are supposedly less representative of field conditions. The 3D factors of safety were very close to the 2D values, but with noticeably higher variations near the concave and convex regions. This leads to the conclusion that the dam shape near the setback region requires closer examination by means of 3D analyses that enable the identification of critical zones.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo Tavares Souza

Engenharia Civil e Ambiental da Universidade Federal de Goiás

Downloads

Publicado

2020-05-12

Como Citar

GITIRANA JR., G. de F. N.; SOUZA, J. P. T.; MOURA, N. R. ANÁLISE 2D E 3D DA ESTABILIDADE DA BARRAGEM DE FUNDÃO. REEC - Revista Eletrônica de Engenharia Civil, Goiânia, v. 15, n. 2, p. 123–136, 2020. DOI: 10.5216/reec.v16i1.53450. Disponível em: https://revistas.ufg.br/reec/article/view/53450. Acesso em: 6 out. 2022.