CONCRETOS AUTOADENSÁVEIS E CONVENCIONAIS: ANÁLISE DAS PROPRIEDADES EM ESTADO FRESCO E ENDURECIDO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/reec.v15i2.50695

Resumo

RESUMO: Os concretos autoadensáveis destacam-se por suas características essenciais: capacidade de preenchimento de fôrmas, habilidade passante e resistência à segregação, permitindo assim o aumento da qualidade de peças estruturais de concreto, assim como a otimização de sua execução. Contudo, para obtenção de suas características essenciais, um fator é imprescindível trata da utilização de materiais finos, com o objetivo de controlar os efeitos negativos de segregação e exsudação à que o concreto fresco é suscetível a apresentar. Neste contexto, o presente trabalho tem por objetivo comparar as propriedades no estado fresco e endurecido de um concreto autoadensável, utilizando cinza volante como material fino, com um concreto convencional, produzidos com materiais disponíveis na região de Toledo-PR. Os resultados demonstraram que o concreto autoadensável apresentou melhor desempenho quanto às propriedades mecânicas em relação ao concreto convencional. As imagens obtidas por meio da microscopia eletrônica de varredura corroboraram para sustentar as afirmativas acerca da melhora nas propriedades mecânicas do concreto autoadensável, uma vez que foi evidenciada uma menor quantidade de vazios graças à atividade pozolânica da cinza volante. Neste sentido, este trabalho contribui para a difusão do concreto autoadensável e seu uso em construções usuais, resultando em estruturas de concreto duráveis e confiáveis, reduzindo a necessidade de manutenções.

ABSTRACT: The self-consolidating concretes stand out for their essential characteristics: flowability, passing ability and segregation resistance, allowing the increase of the structural elements quality, as well as the optimization of their production. However, in order to obtain its essential characteristics, the main factor is the use of fines, in order to control the negative effects of segregation and bleeding to which fresh concrete is susceptible. In this context, the aim of this paper is to compare the properties, in the fresh and hardened states, of self-consolidating concretes, using fly ash as fine material with the properties of a conventional concrete, produced with materials available in the Toledo-PR, Brazil. The results showed that the self-consolidating concrete presented better performance in relation to the mechanical properties compared to conventional concrete. Using scanning electronic microscopy the affirmations about the improvement in the mechanical properties of self-consolidating concrete were proven, since a smaller amount of voids was evidenced due to the pozzolanic activity of fly ash. In this sense, this work contributes to the diffusion of self-consolidating concrete in the literature and its use in usual constructions, resulting in durable and reliable concrete structures, reducing the maintenance works.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Savaris, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Engenheiro Civil graduado pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2003), Mestre em Engenharia Civil (Estruturas) pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2008), atualmente Professor assistente do curso de engenharia civil da Universidade Tecnológica Federal na área de estruturas.

Downloads

Publicado

2020-05-12

Como Citar

BERGMANN, A. C.; SAVARIS, G.; BALESTRA, C. E. T.; BRESSIANI, L. CONCRETOS AUTOADENSÁVEIS E CONVENCIONAIS: ANÁLISE DAS PROPRIEDADES EM ESTADO FRESCO E ENDURECIDO. REEC - Revista Eletrônica de Engenharia Civil, Goiânia, v. 15, n. 2, p. 167–178, 2020. DOI: 10.5216/reec.v15i2.50695. Disponível em: https://revistas.ufg.br/reec/article/view/50695. Acesso em: 24 set. 2022.