Estudo do desplacamento de MRAF em rodovia do rio grande do sul: gênese e correções [Study of microsurfacing debonding distress in Rio Grande do Sul highway: genesis and corrections]

Autores

  • Rafael Rosa Hallal Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil; Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, rrhallal@hotmail.com
  • Márcio da Fonseca Martins Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, marciofm88@gmail.com
  • Henrique Otto Coelho Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil; Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, hocoelho@ibest.com.br
  • Luciano Pivoto Specht Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, luspecht@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-8709-6273

DOI:

https://doi.org/10.5216/reec.v14i2.49680

Resumo

Uma das patologias que pode ocorrer após a aplicação do Microrrevestimento Asfáltico a Frio (MRAF) é o desplacamento nas trilhas de roda. Nesse contexto, o presente trabalho teve por objetivo realizar um diagnóstico, por meio de observações in loco e registro fotográfico do pavimento, a fim de apontar as prováveis causas dos desplacamentos de MRAF nas trilhas de roda que ocorreram em um trecho de aproximadamente 24 km em uma rodovia federal de ligação no Rio Grande do Sul. Em um segundo momento, o trabalho buscou avaliar a eficácia de duas técnicas empregadas para correção dos desplacamentos na rodovia em questão: fresagem padrão na espessura da camada de MRAF seguida por aplicação de CBUQ nas trilhas de roda e fresagem padrão na espessura da camada de MRAF seguida por aplicação de uma nova camada de MRAF nas trilhas de roda. As duas soluções de correção de desplacamentos de MRAF nas trilhas de roda, adotadas no presente trabalho, foram satisfatórias para as condições em que foi realizado o estudo. A principal contribuição desta pesquisa para a área de transportes é que ela é um case de obra de um tema com pouca documentação técnico-científica e com alto impacto na prática da engenharia.

Abstract

One of the pathologies that can occur after the application of microsurfacing is the debonding distress in the wheel tracks. In this context, the present research had the objective of making a diagnosis, through in situ observations and photographic record of the pavement, in order to point out the probable causes of microsurfacing debonding distress in the wheel tracks that occurred in a stretch of approximately 24 km in a federal highway linking in Rio Grande do Sul. In a second moment, the research tried to evaluate the effectiveness of two techniques used for correction of the debonding distress in the highway in question: standard milling in the thickness of the microsurfacing layer followed by application of CBUQ in the tracks of milling wheel and standard milling in the thickness of the microsurfacing layer followed by application of a new layer of microsurfacing in the wheel tracks. The two solutions of correction of debonding distress of microsurfacing in the tracks of wheel, adopted in the present research, were satisfactory for the conditions in which the study was realized. The main contribution of this research to the area of transport is that it is a case study, a topic with little technical-scientific documentation and with a high impact in engineering practice.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Rosa Hallal, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil; Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, rrhallal@hotmail.com

Márcio da Fonseca Martins, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, marciofm88@gmail.com

Henrique Otto Coelho, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil; Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, hocoelho@ibest.com.br

Luciano Pivoto Specht, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, luspecht@gmail.com

Downloads

Publicado

2018-03-07

Como Citar

ROSA HALLAL, R. .; DA FONSECA MARTINS, M. .; OTTO COELHO, H. .; PIVOTO SPECHT, L. . Estudo do desplacamento de MRAF em rodovia do rio grande do sul: gênese e correções [Study of microsurfacing debonding distress in Rio Grande do Sul highway: genesis and corrections] . REEC - Revista Eletrônica de Engenharia Civil, Goiânia, v. 14, n. 2, 2018. DOI: 10.5216/reec.v14i2.49680. Disponível em: https://revistas.ufg.br/reec/article/view/49680. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Transportes