Análise do programa de pesquisa em saúde e saneamento da funasa no período de 2000 a 2016 [Funasa’s Health and Sanitation Research Program assessment in the period 2000-2016]

Autores

  • Cibele Medeiros Brito Leite Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Brasília, Distrito Federal, Brasil, cibele.mbl@gmail.com
  • Cristine Diniz Santiago Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), São Carlos, São Paulo, Brasil, cristine.dis@gmail.com https://orcid.org/0000-0003-0928-118X
  • Filomena Kotaka Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Brasília, Distrito Federal, Brasil, filomena.kotaka@funasa.gov.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/reec.v14i2.48610

Resumo

A Funasa financia projetos de pesquisas desde o ano 2000, visando o fomento a ações sustentáveis de engenharia de saúde pública. Para o processo de desenvolvimento, acompanhamento e avaliação dos produtos finais das pesquisas, tem-se a colaboração de diversos atores. Assim, o objetivo desta pesquisa foi analisar o Programa de Pesquisa em Saúde e Saneamento no período de 2000 a 2016, a partir da visão destes atores. No sentido de colher subsídios para aperfeiçoamento do Programa de Pesquisa foi realizada coleta de informações, via questionário eletrônico do Google Forms, com os envolvidos no processo, utilizando a metodologia da escala de Likert para as respostas. Foram encaminhados 277 questionários e respondidos um total de 48, ou seja 17,3%. A utilização do questionário eletrônico para auxiliar na coleta de dados possibilitou a análise do Programa e as respostas inferem o impacto e a importância da manutenção dessa iniciativa para o fomento de estudos e pesquisas na área de saúde e saneamento. Entretanto, alguns aspectos precisam ser revistos e avaliados, principalmente com relação a burocracia e a continuidade de projetos de pesquisa no sentido da aplicabilidade, visando a eficácia, efetividade e aprimoramento do Programa de Pesquisa da Funasa. Os resultados deste estudo contribuem para subsidiar o aperfeiçoamento das ações da Funasa no apoio à pesquisa brasileira em saúde e saneamento.

Abstract

Funasa finances research projects since the year 2000, aiming at the promotion of sustainable actions in the areas of public health engineering. Several actors collaborate in the process of development, monitoring and evaluation of the final products of the researches. Thus, the present research analyzed Funasa’s Health and Sanitation Research Program in the period from 2000 to 2016, from the perspective of these actors. In order to collect information for the improvement of the Research Program an online questionnaire was constructed using Google Forms platform. This questionnaire used Likert’s scale method and was sent to 277 people, with a total of 48 answers, representing 17,3%. The use of an online questionnaire made it possible to analyze the Program and the answers show the impact and importance of the maintenance of this financing initiative for research in the health and sanitation area. Nevertheless, some aspects must be reviewed and evaluated, mainly those related to bureaucracy and continuity of the research projects in the sense of applicability, towards the efficiency, effectiveness and improvement of Funasa’s Research Program. This paper’s results will contribute to subsidize the improvement of Funasa’s actions towards supporting Brazilian research in the areas of public health and sanitation.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cibele Medeiros Brito Leite, Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Brasília, Distrito Federal, Brasil, cibele.mbl@gmail.com

Cristine Diniz Santiago, Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), São Carlos, São Paulo, Brasil, cristine.dis@gmail.com

Downloads

Publicado

2018-03-06

Como Citar

MEDEIROS BRITO LEITE, C. .; DINIZ SANTIAGO, C. .; KOTAKA, F. Análise do programa de pesquisa em saúde e saneamento da funasa no período de 2000 a 2016 [Funasa’s Health and Sanitation Research Program assessment in the period 2000-2016] . REEC - Revista Eletrônica de Engenharia Civil, Goiânia, v. 14, n. 2, 2018. DOI: 10.5216/reec.v14i2.48610. Disponível em: https://revistas.ufg.br/reec/article/view/48610. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Saneamento e Ambiente