Toxicidade aguda de herbicida e de seus componentes químicos diuron e hexazinona em Ceriodaphnia dubia (D.O.I.: 10.5216/reec.v7i3.27211)

Autores

  • Cristina Filomêna Pereira Rosa Paschoalato Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP
  • Bruno Moreira Silva Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP
  • Marcia Maisa de Freitas Afonso Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP
  • Maira Batista Souza Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP

DOI:

https://doi.org/10.5216/reec.v7i3.27211

Resumo

RESUMO: A expansão da cultura da cana-de-açúcar, a necessidade do uso de herbicidas, o processo de escoamento superficial da água no solo, a simplicidade das tecnologias empregadas nas estações de tratamento de água, justificam a proposta do referido estudo para avaliação dos efeitos ecotoxicológicos de um herbicida comercial composto por Diuron (46,8%p/p) e Hexazinona (13,2%p/p) e dos compostos puros Diuron e Hexazinona, através da realização de testes de toxicidade aguda, utilizando como organismo testes a Ceriodapnhia dubia. A metodologia utilizada nos ensaios foi adaptada das Normas NBR 12.713 (ABNT, 2004) e NBR 13.373 (ABNT, 2005). Nos ensaios de toxicidade aguda, o tempo de exposição foi de 48 h e os resultados obtidos foram estatisticamente processados por Trimmed Spearman-Karber para cálculo de 50% da imobilização dos organismos testes (CE50). O valor obtido de CE50 para os testes agudos com um herbicida comercial foi de 5,78 mg.L-1, para o Diuron o valor de CE50 foi de 2,9 mg.L-1 e para Hexazinona o CE50 foi de 105,56 mg.L-1. Concluiu-se que Diuron apresentou potencial tóxico de aproximadamente 37 vezes maior, quando comparado a Hexazinona e em relação aos valores obtidos de toxicidade citados na literatura, mesmo considerando organismos pertencentes a diferentes cadeias tróficas, os valores de CE50 apresentaram-se próximos, porém, faz se necessário a compilação de diversos ensaios em diferentes níveis tróficos, no intuito de ampliar dados para futura análise de risco que possibilitem aos órgãos regulamentadores o estabelecimento de limites máximos permissíveis para qualidade de águas superficiais com segurança e confiabilidade. ABSTRACT: The expansion of the culture of cane sugar, the need for the use of herbicides, the process of runoff water in the soil, the simplicity of the technologies used in water treatment plants, justifies the proposal of this study to evaluate the effects ecotoxicological effects of a commercial herbicide Diuron consisting of (46.8% w/w) and Hexazinone (13.2% w/w) pure compounds and Diuron and Hexazinone, by carrying out acute toxicity tests using as test organism to Ceriodapnhia dubia. The methodology used in the tests was adapted from the NBR 12713 (ABNT, 2004) and NBR 13373 (ABNT, 2005). In acute toxicity tests, the exposure time was 48 h and the results obtained were statistically processed by Trimmed Spearman-Karber calculation to 50% of the test organisms immobilization (EC50). The EC50 value obtained for the acute tests with a commercial herbicide was 5.78 mg.L-1 for Diuron the EC50 value was 2.9 mg.L-1 and the EC50 was Hexazinone 105.56 mg.L-1.Diuron was concluded that showed toxic potential of approximately 37- fold higher as compared to Hexazinone and for the toxicity values reported in literature, even considering organisms belonging to different trophic chains, the EC50 values were close, but makes it necessary to build several tests at different trophic levels, in order to expand data for future risk analysis that enable regulators to establish maximum allowable limits for surface water quality with safety and reliability.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Filomêna Pereira Rosa Paschoalato, Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP

Engenheira Química (UMC), Mestre e Doutora em Engenharia Civil na área de concentração de Hidráulica e Saneamento pela EESC-USP, docente e pesquisadora da Universidade de Ribeirão Preto

Bruno Moreira Silva, Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP

Aluno de iniciação cientifica do curso de Engenharia química da UNAERP

Marcia Maisa de Freitas Afonso, Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP

Engenheira Química, Mestre e Doutora em Química Orgânica, Docente do Curso de Engenharia Química da UNAERP

Maira Batista Souza, Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP

Mestre em Tecnologia Ambiental área de concentração Engenharias I pela UNAERP, Ribeirão Preto-SP

Downloads

Publicado

2013-12-13

Como Citar

PASCHOALATO, C. F. P. R.; SILVA, B. M.; AFONSO, M. M. de F.; SOUZA, M. B. Toxicidade aguda de herbicida e de seus componentes químicos diuron e hexazinona em Ceriodaphnia dubia (D.O.I.: 10.5216/reec.v7i3.27211). REEC - Revista Eletrônica de Engenharia Civil, Goiânia, v. 7, n. 3, 2013. DOI: 10.5216/reec.v7i3.27211. Disponível em: https://revistas.ufg.br/reec/article/view/27211. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Saneamento e Ambiente