https://revistas.ufg.br/rci/issue/feed Revista Contabilidade & Inovação 2023-12-29T15:16:15-03:00 Juliano Lima Soares rci.face@ufg.br Open Journal Systems <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">A Revista Contabilidade &amp; Inovação (RCI), ISSN 2764-3336, pertence à <a href="https://www.ufg.br/">Universidade Federal de Goiás</a> e é gerenciada pelo Laboratório de Contabilidade, Inovação &amp; Sociedade (<a href="https://lacis.face.ufg.br/">LACIS/UFG</a>). A RCI foi foi fundada em 2021 e publicará de forma permanente, irrestrita e gratuita pesquisas científicas com potenciais impactos teóricos, práticos e sociais.</p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;"> </p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">Informações Gerais</p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">- ISSN: <a href="https://portal.issn.org/resource/ISSN/2764-3336">2764-3336</a></p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">- Ano de criação: 2021</p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">- Web Qualis: (ainda não avaliada)</p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">- Prefixo DOI: 10.56000</p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">- Editora <a href="https://www.ufg.br/">Universidade Federal de Goiás</a></p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">- Revista vinculada à <a href="https://www.face.ufg.br/">Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas - FACE </a></p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">- Revista gerenciada pelo Laboratório de Contabilidade, Inovação &amp; Sociedade (<a href="https://lacis.face.ufg.br/">LACIS/UFG</a>)</p> <p style="margin: 0cm; text-align: justify; line-height: 150%;">- Contato: <a href="mailto:rci.face@ufg.br">rci.face@ufg.br</a></p> https://revistas.ufg.br/rci/article/view/74673 A Contabilidade e a Evidenciação de Episódios Fatídicos: 2022-12-05T15:37:04-03:00 Sérgio Thiago Morais de Rezende Dalescio stdalescio@gmail.com Leidiane de Sousa Lessa leidiane.ll62@gmail.com Juliano Lima Soares julianolimasoares@ufg.br <p>O presente estudo tem como objetivo compreender como foram evidenciados, por meio da contabilidade, os fatídicos episódicos ocorridos no período compreendido de 2018 a 2020, na rede de supermercados Carrefour Brasil. A empresa se envolveu em casos de violência a um animal, racismo e negligência perante a morte de uma pessoa em suas dependências. Os casos tiveram comoção nacional, causando manifestação e indignação nas redes de comunicação e ocasionou investigações policiais, retratação social e indenização às famílias das vítimas. Esta pesquisa analisou as demonstrações contábeis fornecidas no site da B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), a bolsa de valores oficial do Brasil, desde o balanço patrimonial até os fatos relevantes. Como contribuição acadêmica, esta pesquisa visa incentivar os estudos das formas de evidenciação da contabilidade e como é feito nas organizações quando acontece fatos extraordinários (que não são previsíveis), bem como visa incentivar os usuários e empresas quanto aos benefícios da análise da evidenciação e como isso pode significar para a sociedade.</p> 2023-05-31T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Contabilidade & Inovação https://revistas.ufg.br/rci/article/view/78192 Expediente 2023 2023-12-29T15:13:22-03:00 Juliano Lima Soares julianolimasoares@ufg.br <p>Expediente 2023</p> 2023-12-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Contabilidade & Inovação https://revistas.ufg.br/rci/article/view/75835 A Presença de Mulheres nos Conselhos Administrativos Afeta o Desempenho Financeiro das Empresas? 2023-05-17T10:11:16-03:00 Ana Flávia Silva Araújo Figueira anaflaviasaff@gmail.com Camilla Soueneta Nascimento Nganga camillasn@ufu.br Jeíce Catrine Cordeiro Moreira jeice.catrine@unifesp.br <p style="font-weight: 400;"><strong>Objetivo:</strong> A presente pesquisa buscou analisar a presença das mulheres nos conselhos administrativos e o seu impacto no desempenho financeiro de empresas brasileiras.</p> <p style="font-weight: 400;"><strong>Método:</strong> A amostra é composta por 215 empresas listadas na Brasil, Bolsa, Balcão (B3), considerando o período de 2010 a 2019. Os dados foram coletados nas bases Economática e Capital IQ, como também nos formulários de referências divulgados pelas empresas. No estudo, as métricas de desempenho utilizadas foram <em>Return on Equity</em> (ROE), <em>Return on Assets</em> (ROA) e um estudo de dados em painel foi performado. Para controle, foram incluídas as informações de eleição ter sido realizada pelo controlador, a média de idade dos membros do conselho, o lucro líquido das empresas e <em>dummies</em> de ano para controle, sendo uma <em>dummie</em> para cada um dos anos.</p> <p style="font-weight: 400;"><strong>Principais Resultados:</strong> Os resultados evidenciaram que, com o aumento da presença de mulheres nos conselhos, tem-se um crescimento de 19,75% do ROE e 23,79% do ROA. Consequentemente, para este estudo, é possível afirmar que a diversidade de gênero teve um impacto positivo no desempenho financeiro das companhias, permitindo inferir a percepção de que há relevância na representatividade feminina nos conselhos administrativos das empresas. </p> <p style="font-weight: 400;"><strong>Principais Contribuições:</strong> A temática da diversidade possui relevância global e, por mais que promover inclusão e diversidade não seja uma tarefa fácil e rápida, é possível identificar que essas estratégias de inclusão proporcionam benefícios aos desempenhos empresariais das companhias. Entende-se que a presente pesquisa contribui para com a discussão sobre a presença de mulheres nos conselhos administrativos das empresas brasileiras, apontando para a necessidade de esforços por parte dessas empresas para tentar alcançar progressos reais no que tange à diversidade.</p> <p> </p> 2023-08-09T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Contabilidade & Inovação https://revistas.ufg.br/rci/article/view/77316 Comportamento das Entidades Fechadas de Previdência Complementar do Brasil em relação a possíveis práticas de degradação socioambiental de investidas 2023-10-16T11:14:07-03:00 Ilirio José Rech ilirio.jose@ufg.br Mírian Cristina Monteiro mirian_monteiro1@hotmail.com Pedro Machado Soares Junior confiance.pedro@gmail.com Moisés Ferreira da Cunha moises_cunha@ufg.br <p style="font-weight: 400;"><strong>Objetivo:</strong> o objetivo desta pesquisa é analisar o comportamento das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC) no Brasil em relação às práticas de degradação socioambiental de suas empresas investidas, com foco na promoção de práticas sustentáveis a longo prazo.</p> <p style="font-weight: 400;"><strong>Método:</strong> desenvolveu-se um questionário enviado a 180 analistas de EFPC, obtendo 23 respostas. Os participantes expressaram suas opiniões diante de situações hipotéticas de práticas de degradação socioambiental. A pesquisa destaca a governança como uma preocupação central, e os resultados são baseados na análise das respostas em relação às questões ambientais e sociais.</p> <p style="font-weight: 400;"><strong>Principais Resultados:</strong> a governança é uma das principais preocupações dos gestores das EFPC, com apenas 4,76% afirmando não monitorar esses aspectos. Entretanto, a maioria (56,5%) não considera questões ambientais, e 47,8% não se preocupam com questões sociais. Diante de práticas hipotéticas de degradação socioambiental, 82% resgatariam o investimento frente a degradação de questões sociais, enquanto no âmbito ambiental, esse percentual cai para 67%. Apenas 43,48% revisam seu relacionamento com investidas ao identificar práticas em desacordo com princípios de investimentos responsáveis.</p> <p style="font-weight: 400;"><strong>Principais Contribuições:</strong> os resultados revelam que a maioria das EFPC prioriza o retorno sobre o investimento, demonstrando menor preocupação com questões ambientais e sociais. A pesquisa destaca a necessidade de maior ênfase na consideração de práticas sustentáveis e princípios de investimentos responsáveis nas decisões de investimento pelas EFPC.</p> 2023-12-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Contabilidade & Inovação https://revistas.ufg.br/rci/article/view/78193 Editorial da Revista Contabilidade & Inovação 2023-12-29T15:16:15-03:00 Juliano Lima Soares julianolimasoares@ug.br Maria Elisa Sarmento Costa mariaescosta@gmail.com <p style="font-weight: 400;"><strong>Editorial da Revista Contabilidade &amp; Inovação: </strong><strong>Ano de 2023</strong></p> 2023-12-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Contabilidade & Inovação