O professor-gestor na coordenação de cursos de graduação:

uma revisão integrativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/rppoi.v19.70779

Palavras-chave:

Revisão integrativa de literatura, Coordenadores de curso de graduação, Experiência

Resumo

O presente artigo é resultado de uma investigação com abordagem qualitativa de cunho exploratório, parte de uma pesquisa de doutorado, ainda em andamento. O objetivo principal é apresentar o resultado da revisão integrativa de literatura, no cenário internacional e nacional, sobre o tema da experiência dos gestores universitários, em especial, coordenadores de curso presencial de graduação. Para tanto, pesquisou-se em cinco Bases de dados, três nacionais e duas internacionais. Após a busca nas bases, foram identificadas dezoito pesquisas para compor a revisão de literatura, cujos dados foram estudados por meio da Análise de Conteúdo (BARDIN, 2011). A realização da revisão integrativa de literatura proveu novos elementos para pensar sobre o complexo contexto da gestão na Educação Superior, tais como, as diversas condições que envolvem o cargo, as demandas de profissionalização que acarreta aos gestores e às instituições, e os impactos da gestão no desenvolvimento da carreira docente. Ademais, foi possível erigir uma compreensão mais acurada do coordenador de curso enquanto líder de um projeto de aprendizagem e de formação profissional. Evidenciou-se a lacuna por mais estudos que se aproximem das experiências dos gestores, através de metodologias como histórias de vida, (auto)biografias, narrativas, com o propósito de impulsionar e subsidiar a discussão acerca da criação e/ou qualificação de espaços institucionais com finalidades formativas para o exercício da gestão. Também, destaca-se a necessidade por realizar estudos comparativos entre os cenários nacional e internacional e, ainda, sobre os ambientes públicos e privados.rr

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

MICHELLE PROTASIO, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE

Doutoranda em Educação em Ciências: Química da vida e Saúde da Universidade Federal do Rio Grande-FURG e Pesquisadora Visitante da University of Saskatchewan, Canadá. Pedagoga da Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Membra do grupo Rede de Estudos e Pesquisas em Educação Superior (www.repes.furg.br). Possui graduação em Pedagogia (FURG) e mestrado em Educação (UFPel).   

GIONARA TAUCHEN, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE/PROFESSORA ADJUNTA

Professora Associada da Universidade Federal do Rio Grande-FURG. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação Educação em Ciências. Líder do grupo Rede de Estudos e Pesquisas em Educação Superior (www.repes.furg.br) e integrante do GIEPES - Grupo internacional de estudos e pesquisas em Educação Superior (UNICAMP) e do Grupo de estudos sobre filosofia da educação e formação de professores ( GEFFOP / UNB). Possui graduação em Pedagogia (UFSM), mestrado em Educação (UFSM) e doutorado em Educação (PUC/RS) e Pós-doutorado em Ensino-aprendizagem na Universidade Eduardo Mondlane (UEM), Moçambique. 

Referências

ARAÚJO, A. C. Competências gerenciais de coordenadores de curso de Graduação no campus da Universidade Federal do Ceará em Sobral. 2016. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior) – Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016. Disponível em: www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1679 Acesso em: 12 jan. 2021.

BARBOSA, M. A. C.; MENDONÇA, J. R. C. O professor-gestor e as políticas institucionais para formação de professores de ensino superior para a gestão universitária. E&G Economia e Gestão, Belo Horizonte, v. 16, n. 42, p. 61-88, jan./mar. 2016. Disponível em: https://doi.org/10.5752/P.1984-6606.2016v16n42p6 Acesso em: 8 dez. 2020.

BARBOSA, M. A. C. A influência das políticas públicas e políticas organizacionais para formação de competências gerenciais no papel do professor-gestor no ensino superior: um estudo em uma IES federal. 2015. Tese (Doutorado em Administração) – Programa de Pós-graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015. Disponível em:

www.repositorio.ufpe.br/handle/123456789/15602 Acesso em: 8 fev. 2020.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BOLZAN, D. Formação do professor do ensino superior: um processo que se aprende? Educação (UFSM), Santa Maria, v. 29, n.2, p. 121-133, 2004.

BOTELHO, L.; CUNHA, C. C. A.; MACEDO, M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade, Belo Horizonte, v.5, n. 11, p. 121-136, maio-ago./2011. Disponível em: http://www.gestaoesociedade.org/gestaoesociedade/article/view/1220/906 Acesso em: 12 fev. 2021.

BRAGANÇA, I. Sobre o conceito de formação na abordagem (auto)biográfica. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, p. 157-164, maio/ago. 2011.

BRASIL. [Decreto nº 94.664 (1987)]. Aprova o plano único de classificação e retribuição de cargos e empregos de que trata a Lei nº 7.596, de 10 de abril de 1987. Brasília, 1987.

COELHO, C. H. Gestão acadêmica exercida por professores universitários: um estudo de caso. Revista Gestão & Saúde, Brasília, vol. 08, n. 01. p. 162-179, jan. 2017. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/3712 Acesso em: 22 fev. 2020.

CORRÊA, V. S. Coordenador de curso de graduação: uma função indesejada. Revista Gestão Universitária, v. 8, n.0, p. 1-26, 2017. Disponível em: http://www.gestaouniversitaria.com.br/artigos-cientificos/coordenacao-de-cursos-de-graduacao-em-uma-universidade-publica-federal-uma-funcao-indesejada Acesso em: 21 jan. 2020.

CUNHA, M. I. O bom professor e sua prática. Campinas, SP: Papirus, 2002.

CUNHA, M. I. Pressupostos do desenvolvimento profissional docente e o assessoramento pedagógico na universidade em exame. In: CUNHA, M. I. (org.) Estratégias institucionais para o desenvolvimento profissional docente e as assessorias pedagógicas universitárias: memórias, experiências, desafios e possibilidades. 1 ed. Araraquara, SP: Junqueira&Marin, 2014.

CUNHA, M. I.; BROILLO, C. (orgs.) Pedagogia Universitária e produção do conhecimento. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008.

DEARLOVE, J. The deadly dull issue of university ‘administration’? Good governance, managerialism and organising academic work. Higher Education Policy, Reino Unido, v. 11, nº 1, p. 59-79, mar/1998. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S0952-8733(97)00033-0 Acesso em: 24 ago. 2020.

DUBAR, C. A socialização. Construção das identidades sociais e profissionais. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

FERNANDES, R. C. A. Coordenação de curso de graduação: das políticas públicas à gestão institucional. 2013. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2013. Disponível em: http://www.repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/7271 Acesso em: 20 jan. 2020.

FILHO, R. O. O. Competências essenciais norteadoras para o perfil do gestor estratégico em instituições de ensino superior. 2013. Dissertação (mestrado profissional) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, CE, 2013. Disponível em: <http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8030> Acesso em: 14 fev. 2021.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

FLOYD, A. Supporting Academic Middle Managers in Higher Education: Do We Care? Higher Education Policy, Reino Unido, vol. 29, nº 2, p. 167–183, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1057/hep.2015.11 Acesso em: 8 dez. 2020.

FRADE, C.; PESSOA, M. F.; COELHO, A. L. A. L.; BONIFÁCIO, M. A. Desenvolvimento de Competências gerenciais no professor-gestor como coordenador de curso do ensino superior. In: Anais XXII SEMEAD, 2019, São Paulo, 2019, p. 1-17. Disponível em: https://login.semead.com.br/22semead/anais/arquivos/1723.pdf Acesso em: 13 fev. 2020.

GUIMARÃES, I. P. Gestão Acadêmica do Projeto Político-Pedagógico dos Cursos de Ciências Contábeis: entre as recomendações legais e as vivências nos bastidores da coordenação de curso. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2011. Disponível em: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12500 Acesso em: 16 out. 2020.

SIDHU, G.; JAMIAN, L. Managerial Decision Styles of Deans in Institutions of Higher Learning. Procedia: Social and Behavioral Sciences, p. 278-287, 2013. Disponível em: http://10.1016/j.sbspro.2013.07.092 Acesso em: 12 nov. 2020.

LEITE, D. Brasil urgente! Procuram-se identidades da Universidade. Educación Superior y Sociedad, v. 15, nº 1, UNESCO-IESALC, 2010.

LUCARELI, E. El asesor pedagógico em la universidad. De la teoria a la práctica en la formación. Buenos Aires: Paidós, 2000.

LUCARELI, E. Universidad y asesoramiento pedagógico. Buenos Aires: Mino y D’Avila, 2015.

MANCEBO, D.; FÁVERO, M. L. (orgs). Universidade: políticas, avaliação e trabalho docente. São Paulo: Cortez, 2004.

MIRANDA, A. R. A.; FONSECA, F. P.; CAPPELLE, M. C. A.; MAFRA, F. N.; MOREIRA, L. B. O exercício da gerência universitária por docentes mulheres. Revista Pretexto, Belo Horizonte, v. 14, nº 1. p 106-123, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.21714/pretexto.v14i1.1189 Acesso em: 15 dez. 2020.

NOGUEZ, J. Uma investigação sobre saberes e práticas: o coordenador de curso de graduação da Universidade Federal de Pelotas – UFPel. 2017. 121 f. Dissertação (mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Mestrado Profissional em Educação e Tecnologia (MPET) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense. Pelotas, RS. Disponível em: <http://www2.pelotas.ifsul.edu.br/bibdipec/dm-r.html> Acesso em: 15 dez. 2020.

NÓVOA, A. (org.). Profissão professor. 2 ed. Porto: Porto Editora, 1998.

OLIVEIRA, A. P. C. Competências gerenciais de professores-gestores do ensino superior: um estudo comparativo entre coordenadores de instituições públicas e privadas de Belo Horizonte. 2018. Dissertação (Mestrado em Administração – Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018. Disponível em: http://www.hdl.handle.net/1843/BUOS-BA7J7W Acesso em: 13 jan. 2020.

PASCUCI, L.; MEYER, V.; SANTOS, A. S. Improvisação organizacional na gestão acadêmica: uma análise de sua relevância em universidades públicas. In: Anais III Congresso Internacional de Desempenho do Setor Público, 2019, Florianópolis, Disponível em: http://www.cidesp.com.br/index.php/Icidesp/3cidesp/paper/view/768 Acesso em: 1 jan.2020.

PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artmed, 1999.

PHAM, T. V.; NGHIEM, T. T.; NGUYEN, L. M. T.; MAI, T. X.; TRAN, T. Exploring Key Competencies of Mid-Level Academic Managers in Higher Education in Vietnam. Sustainability, vol. 11, nº 23, dez./2019. Disponível em: http://www.0.3390/su11236818 Acesso em: 10 jan. 2020.

PINEAU, G. A autoformação no decurso da vida: entre hetero e ecoformação. In: NÓVOA, Antonio & FINGER, Matthias. (orgs.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa, p. 64-77, 1988.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. G. C. Docência no Ensino Superior. 4 ed. São Paulo: Cortez, 2010.

PRESTON, D.; PRICE, D. ‘I see it as a phase: I don't see it as the future’: academics as managers in a United Kingdom university. Journal of Higher Education Policy and Management. Reino Unido, v. 34, nº 4, p. 409 – 419, ag. /2012. Disponível em: https://doi.org/10.1080/1360080X.2012.689201 Acesso em: 12 dez. 2020.

PULIDO, J. R.; RODRIGUEZ, J. A. Estudio de caso sobre la gestión en la universidad y sus dispositivos. Enseñanza & Teaching, v. 34, nº2, p. 93-108, fev./2016. Disponível em: https://doi.org/10.14201/et201634293108 Acesso em: 15 fev. 2020.

RODRIGUES, M. Ser docente na gestão e ser gestor na docência: um olhar sobre a iniciação à carreira no contexto universitário. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015. Disponível em: http://repositorio.ufsm.br/handle/1/7241 Acesso em: 26 fev. 2020.

SANTOS, C. C.; PEREIRA, F.; LOPES, A. Experiências da Gestão Acadêmica da Docência Universitária. Educação & Realidade, Porto Alegre, vol. 43, nº 3, online, jul-set/2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2175-623674106 Acesso em: 25 jan. 2020.

SILVA, N. Qualidade do ensino como conquista colegiada numa universidade pública: o protagonismo de coordenadores de cursos de graduação. 2017. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2017. Disponível em http://www.cdi.uneb.br/site/?cat-trabalhos-academicos=teses-ppgeduc&termo=filtro-todos&termo-valor=NEILTON Acesso em: 2 fev. 2020.

SGUISSARDI, V. Universidade brasileira no século XXI: Desafios do presente. São Paulo: Cortez, 2009.

TAUCHEN, G.; COFFERRI, F. F.; CASTILLA, E. O.; ALVARENGA, B.T.; BORGES, D. S.; NEVES, C. P. Gestão da docência universitária: o stress na vida dos professores iniciantes. Revista Gestão Universitária na América Latina – GUAL, v. 9, p. 255-273, 2016.

Downloads

Publicado

2021-12-31