EXPANSÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO PÚBLICO NO ESTADO DE SÃO PAULO E AMPLIAÇÃO DA REDE FÍSICA:

ATORES POLÍTICOS E ENTES FEDERADOS EM DISPUTA (1947-1963)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/rppoi.v19.69247

Palavras-chave:

Educação, Ginásios, Ensino Secundário

Resumo

Entre as mudanças desencadeadas no cenário político iniciado em 1930, está a expansão do ensino secundário no estado de São Paulo, onde até então existiam apenas três escolas dessa modalidade de ensino, com um caráter marcadamente elitista e propedêutico. O processo foi iniciado entre 1932 e 1947, quando foram criados 58 ginásios oficiais pela iniciativa dos interventores e das municipalidades. No período subsequente, de 1947 a 1963, foram criados 474 ginásios e também 121 colégios, já com uma participação significativa da Assembleia Legislativa Estadual. Esse processo envolveu uma imbricada relação entre os poderes públicos estadual e municipal e diferentes atores sociais. O objetivo deste texto é analisar a atuação desses atores, problematizando as disputas e representações sobre a escola secundária, especialmente envolvendo a rede física de escolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Ferraz Chiozzini, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Pós-Doutorado no Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política, Sociedade da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (EHPS/PUC-SP), onde atua como Professor Doutor. Investiga principalmente nos seguintes temas: História e Memória da Educação Brasileira, Educação e Ditadura Civil-Militar, Ensino Secundário, Escolas Experimentais e Ginásios Vocacionais. Integra a Linha de Pesquisa Educação Brasileira: produção, circulação e apropriação cultural e é um dos líderes do Grupo de Pesquisa História das Instituições e dos Intelectuais da Educação Brasileira.

Karoline de Santana Moreira, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP

Possui graduação em Serviço Social pela Faculdade Paulista de Serviço Social - FAPSS/SP (2008). Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação: História, Política, Sociedade da PUC-SP. Integra o Grupo de Pesquisa "História das Instituições e dos Intelectuais da Educação Brasileira", (PUC-SP).  Especialista em Políticas Públicas e Gestão em Segurança Pública pela Pontifícia Universidade Católica - PUC - SP (2011). Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário São Camilo (UNICEU). Coordenadora Voluntária da Associação Atos. Consultora Voluntária em processos de gestão e elaboração de projetos sociais do Programa Ação Viver da Associação Atos. Experiência na área de Serviço Social em Organizações do Terceiro Setor. Interesse de Pesquisa: História da Educação, Cultura escolar, Ensino Secundário e Arquitetura escolar.

Referências

ABREU, I. R. N. Convênio Escolar: utopia construída. 2007. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

ANDRADE, N. A. A luta pela educação: conflitos e impasses pelo acesso ao ensino secundário no Estado de São Paulo (1932 a 1942). São Paulo, 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

BEISIEGEL, C. R. Ação política e expansão da rede escolar. Pesquisa e Planejamento, n. 8, 1964.

BRASIL. Estabelecimentos de Ensino Secundário em Funcionamento no Brasil até 1959 (inclusive). Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Cultura – Diretoria do Ensino Secundário – Seção de Prédios e Aparelhamento Escolar, 1959.

COSTA, A. I. da. As obras escolares do Plano de Ação do Governo do Estado (PAGE): a educação em novas formas. São Carlos, 2015. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Universidade de São Paulo.

DINIZ, C. A. A expansão dos Ginásios Oficiais e o Campo Político no Estado de São Paulo (1947-1963). Marília, 2017. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências. Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho".

DINIZ, C. A.; SOUZA, R. F. de. A colaboração dos municípios na expansão do ensino secundário no estado de São Paulo (1930-1964). Cadernos de História da Educação, v.18, n.1, p.93-121, jan./abr. 2019.

IBGE. Censo Demográfico: População e Habitação – Quadros de totais referentes ao Estado e de distribuição segundo os municípios. Série Regional. Rio de Janeiro, 1950a. Parte XVII – São Paulo, t. I.

IBGE. Censo Demográfico: População e Habitação – Quadros de totais referentes ao Estado e de distribuição segundo os municípios. Série Regional. Rio de Janeiro, 1950b. Parte XVII – São Paulo, t. I-III.

IBGE. Censo Demográfico do Estado de São Paulo (1950). Série Regional. Rio de Janeiro, 1954. v. XXV, t. I.

IBGE. Censo Demográfico de 1960: São Paulo. Série regional. Rio de Janeiro, 1960, v. I, t. XIII.

MASCARO, C. C. O Município de São Paulo e o Ensino Primário (Ensaio de Administração Escolar). Rio de Janeiro: Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais/São Paulo: Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras da Universidade de São Paulo, 1960.

MOREIRA, K. de S. Expansão da rede física e arquitetura das escolas secundárias em São Paulo (1940-1963). Dissertação (Mestrado em Educação do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política, Sociedade) – PUC-SP, São Paulo, 2021.

O ENSINO secundário no Brasil em 1945. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Rio de Janeiro, v. 6, n. 17, nov./1945, p. 283-310.

SÃO PAULO (Estado). Decreto n. 5.885, de 21 de abril de 1933. Estabelece medidas de ajustamento à nova situação criada pelo código de educação e dá outras providências sobre o ensino. Diário Oficial [do] Estado de São Paulo. São Paulo, p. 19, 10 maio 1933. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/norma/131162. Acesso em: 25 abr. 2020.

SÃO PAULO (Estado). Decreto n. 6.316, de 26 de fevereiro de 1934. Cria Ginásios Oficiais em Araraquara, Itú, Taubaté, Catanduva e Araras, e dá outras providencias. Diário Oficial [do] Estado de São Paulo: Poder Executivo, São Paulo, ano 44, n. 47, p. 2, 01 mar. 1934. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/norma/130471. Acesso em: 25 abr. 2020.

SÃO PAULO (Estado). Lei n. 762, de 22 de agosto de 1950. Dispõe sobre aprovação do Convênio de Ensino entre o Estado de São Paulo e o Município da Capital. Diário Oficial [do] Estado de São Paulo: Poder Executivo, São Paulo, p. 1, 23 ago. 1950. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/norma/43105. Acesso em: 25 abr. 2020.

SÃO PAULO (Estado). Ofício n. G.E./10.721/1953 da Casa Civil do Governo do Estado de São Paulo. Prefeitura do Município de São Paulo. Convênio Escolar. In: SÃO PAULO (Estado). Ofício n. 900 do governador Jânio Quadros para a Prefeitura de São Paulo. [Solicita entendimento com o Executivo Estadual, com referência ao Convênio de Ensino firmado entre Estado e Município]. São Paulo: Secretaria de Estado dos Negócios da Educação, [195-].

SÃO PAULO (Estado). Lei n. 2.816, de 27 de novembro 1954. Aprova o Convênio Escolar celebrado entre o Governo do Estado e a Prefeitura do Município da Capital. Diário Oficial [do] Estado de São Paulo: Poder Executivo, São Paulo, p. 1, 28 nov. 1954. Disponível: https://www.al.sp.gov.br/norma/33366. Acesso em: 25 abr. 2020.

SÃO PAULO (Estado). Decreto n. 36.799, de 21 de junho de 1960. Regulamenta o Fundo Estadual de Construções Escolares, criado pela Lei n. 5.444, de 17 de novembro de 1959. Diário Oficial [do] Estado de São Paulo: Poder Executivo, p. 3, 22 jun. 1960. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/norma/96662. Acesso em: 25 abr. 2020.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Educação. Fundo Estadual de Construções Escolares. A execução do programa de construções escolares. São Paulo: [s. n.], 1963.

SOUZA, R. F. de; DINIZ, C. A. A articulação entre estado e município na expansão do ensino secundário no estado de São Paulo (1930-1947). In: DALLABRIDA, N.; SOUZA, R. F. de (orgs.). Entre o ginásio de elite e o colégio popular: estudos sobre o ensino secundário no Brasil (1931-1961). Uberlândia: Ed. da Edufu, 2014.

SPOSITO, M. P. O povo vai à escola: a luta popular pela expansão do ensino público em São Paulo. São Paulo: Loyola, 1992.

Downloads

Publicado

07-09-2021

Como Citar

Ferraz Chiozzini, D., & de Santana Moreira, K. (2021). EXPANSÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO PÚBLICO NO ESTADO DE SÃO PAULO E AMPLIAÇÃO DA REDE FÍSICA: : ATORES POLÍTICOS E ENTES FEDERADOS EM DISPUTA (1947-1963). Poíesis Pedagógica, 19(contínuo). https://doi.org/10.5216/rppoi.v19.69247