DEMOCRACIA E AUTONOMIA DA GESTÃO ESCOLAR: DESAFIOS E PERSPECTIVAS FRENTE À CULTURA DA CENTRALIZAÇÃO

Autores

  • Ana Paula Teixeira de Arruda Acadêmica do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Santa Maria/ UFSM/RS
  • Marcielen Vieira Santana Acadêmica do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Santa Maria/UFSM/RS.
  • Priscilla Sanguineti Keller Acadêmica do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Santa Maria/RS.
  • Sueli Menezes Pereira Doutora em Educação. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSM/RS. Lotada no Departamento de Administração Escolar da UFSM.

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v9i1.15671

Resumo

Este texto trata da cultura da organização escolar frente ao processo da gestão democrática, tendo como campo de pesquisa uma escola da rede municipal de Santa Maria/RS. O estudo realizou-se por meio de pesquisa documental, tendo no Projeto Político-Pedagógico da Escola e na organização do Conselho Escolar os espaços mais significativos de organização participativa. A análise versa sobre a superação do modelo de administração empresarial que caracteriza a gestão escolar frente ao processo de democratização da gestão. Observou-se que a escola em questão ainda se ressente de uma visão clara sobre gestão descentralizada, visto que anuncia sua proposta em acordo com o proposto na Lei Municipal da Gestão Democrática, mas em uma clara contradição, prevê, ao longo de sua organização, situações que caracterizam uma cultura de organização com base na centralização de poder, especialmente na dependência de decisões que não partem de um coletivo participativo na gestão da escola, indicando que a mesma não ocupa os espaços legais de autonomia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-09-17