FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: A ESCRITA COMO ALIADA DA PRÁTICA FORMATIVA E COMO INDICIADORA DOS SENTIDOS DO TRABALHO DOCENTE

Autores

  • Ana Lúcia Guedes-Pinto UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v9i1.15668

Resumo

Neste artigo, problematizo a prática de escrita no contexto da formação inicial de professores tendo em vista as apropriações dos estudantes em relação aos sentidos da profissão docente. Tomando como referência minha prática pedagógica como professora das disciplinas do eixo teórico-prático de um curso de Pedagogia, analiso as produções textuais de meus alunos a partir do enfoque das ciências da linguagem. O referencial teórico da pesquisa se volta à corrente histórico-cultural, assumindo, portanto, a centralidade da linguagem para a compreensão dos processos de constituição humana. Os excertos de textos dos estudantes são tomados como indiciadores dos sentidos que atribuem, ao longo da formação profissional no âmbito da educação superior, ao trabalho docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-09-17