1.
Fernandes MA. HEIDEGGER E A CONCEPÇÃO DE “SIGNIFICAÇÃO” NA SUA TESE DE HABILITAÇÃO: ENTRE HUSSERL E DUNS SCOTUS E A GRAMMATICA SPECULATIVA. Philósophos [Internet]. 28º de agosto de 2016 [citado 5º de julho de 2022];21(1):83-109. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/41643