FERNANDES, M. A. HEIDEGGER E A CONCEPÇÃO DE “SIGNIFICAÇÃO” NA SUA TESE DE HABILITAÇÃO: ENTRE HUSSERL E DUNS SCOTUS E A GRAMMATICA SPECULATIVA. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 21, n. 1, p. 83–109, 2016. DOI: 10.5216/phi.v21i1.41643. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/41643. Acesso em: 1 jul. 2022.