ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA COM MEME DA INTERNET

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/lep.v24i1.64103

Resumo

Na contemporaneidade, o grande desafio do componente língua portuguesa é promover práticas de linguagem que oportunizem a participação crítica do aprendiz. Desse modo, objetivando, envolver o estudante em atividades que alarguem sua capacidade de leitura e produção de textos próprios da cultura digital, o presente artigo apresenta uma sequência didática desenvolvida com alunos do ensino médio de uma escola pública da rede estadual do município de Belo Horizonte, utilizando o meme da internet. Mediante revisão de literatura, este trabalho considera, ainda, as práticas de letramentos atreladas ao meme da internet. Ao final da sequência didática, percebeu-se que longe de ser um gênero voltado apenas para a fruição, o meme oportuniza práticas de uso e reflexão da língua.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Alice SOUZA, Universidade do Estado de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minhas Gerais, Brasil, mariaalicepos@gmail.com

Mestranda em Educação e Formação Humana na Universidade do Estado de Minas Gerais. Graduada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (1996), possui especialização em Educação, Mídias e Tecnologias pela Universidade do Estado de Minas Gerais (2007). Trabalhou na Tutoria a Distância do Claretiano Centro Universitário (2007-2017). Atualmente leciona Língua Portuguesa na Escola Estadual Maria de Lourdes de Oliveira.

Marcelo Diniz Monteiro de BARROS, Universidade do Estado de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minhas Gerais, Brasil, marcelodiniz@pucminas.br

Possui Graduação em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1997), Especialização em Ensino de Ciências pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999), Mestrado em Zoologia de Vertebrados pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2006), Doutorado em Ensino em Biociências e Saúde pelo Instituto Oswaldo Cruz - Fundação Oswaldo Cruz (2014) e Pós-Doutorados em Ensino em Biociências e Saúde pelo Instituto Oswaldo Cruz - Fundação Oswaldo Cruz (2016 e 2018). Foi professor, de 1998 a 2004, das disciplinas Ciências - para o Ensino Fundamental, e Biologia - para o Ensino Médio, na Rede Particular de Ensino em Belo Horizonte. Trabalha, como Professor Adjunto IV, na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, associado ao Departamento de Ciências Biológicas; é Coordenador Geral dos cursos de Formação de Professores, do curso de Especialização em Ensino de Ciências e Biologia e Professor dos cursos de Especialização em Educação Ambiental e Sustentabilidade, Microbiologia e Neurociência & Educação, ofertados pelo Instituto de Educação Continuada da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Participa como Pesquisador dos Grupos de Pesquisa intitulados (Ciência, Arte, Saúde e Alegria: Cultura e Desenvolvimento) do Instituto Oswaldo Cruz - Fundação Oswaldo Cruz e (Núcleo de Estudos sobre Educação, Meio Ambiente e Saúde) da Universidade do Estado de Minas Gerais. Recebeu o Prêmio de Teses Alexandre Peixoto, do Instituto Oswaldo Cruz, em 2015 (pela originalidade do trabalho; sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação do país; e pelo valor agregado pela pesquisa ao sistema educacional). É credenciado como Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino em Biociências e Saúde - PG-EBS (nota 6 na Avaliação Quadrienal da CAPES, em 2017) do Instituto Oswaldo Cruz - Fundação Oswaldo Cruz - Rio de Janeiro. Trabalha na Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), como Professor Nível IV, Grau A, lecionando a disciplina Ciências da Natureza na Educação Infantil e em Anos Iniciais do Ensino Fundamental e, também, como Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação e Formação Humana. Aprovado em primeiro lugar em concurso público para a Universidade do Estado de Minas Gerais - Edital SEPLAG / UEMG nº 08/2014, vaga nº 165 (UM1074): Ciências da Natureza na Educação Infantil e em Anos Iniciais do Ensino Fundamental (40 horas, sem dedicação exclusiva). Belo Horizonte - Unidade: Faculdade de Educação.

Downloads

Publicado

2020-10-30

Como Citar

SOUZA, M. A.; BARROS, M. D. M. de . ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA COM MEME DA INTERNET. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 24, n. 1, p. 61–76, 2020. DOI: 10.5216/lep.v24i1.64103. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/64103. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

O ensino de línguas por meio de gêneros e mediado por tecnologias digitais