ESTUDO DO LÉXICO TOPONÍMICO MINEIRO: OS TOPÔNIMOS RELATIVOS AOS MEMBROS DE ASSOCIAÇÕES RELIGIOSAS

Autores

  • Ana Paula Mendes Alves de CARVALHO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais
  • Maria Cândida Trindade Costa de SEABRA Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5216/lep.v23i1.63869

Resumo

Adotando os pressupostos teórico-metodológicos da Onomástica e vinculado ao Projeto ATEMIG – Atlas Toponímico do Estado de Minas Gerais –, projeto em desenvolvimento, desde 2005, na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (FALE/UFMG), este trabalho tem por objetivo apresentar um estudo toponímico, focalizando os topônimos relativos aos membros de associações religiosas em todo o território mineiro, tais como bispo, cônego, dom, frade, frei, monge, monsenhor, padre e papa. Trazida pelos portugueses para o Brasil, no início do século XVI, a fé cristã ganhou extensão territorial, à medida em que se dava o povoamento das terras recém-descobertas e, nesse contexto, merece destaque, a presença dos membros de diferentes irmandades e associações religiosas. Nessa perspectiva, verificou-se que a importância desses religiosos pode ser percebida na toponímia mineira, tanto diacrônica – a partir da observação dos mapas históricos – quanto sincronicamente, quando se observa a tessitura atual do léxico toponímico do Estado. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Mendes Alves de CARVALHO, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais

Doutora em Estudos Linguísticos pelo Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais - FALE/UFMG; mestra em Estudos Linguísticos pela UFMG (2008). Atualmente, é professora efetiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais - IFMG - Campus Ouro Branco.

Maria Cândida Trindade Costa de SEABRA, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduada em Comunicação Visual (1983) e em Letras, mestra em Língua Portuguesa e doutora em Linguística pela Universidade Federal de Minas Gerais. Desenvolve pesquisa em Linguística Teórica e Descritiva, nas perspectivas sincrônica e diacrônica, com ênfase em Onomástica, Lexicologia, Lexicografia, Português do Brasil, Variação e Mudança Linguística; coordenou o GT de Lexicologia, Lexicografia e Terminologia da ANPOLL (2012-2014); é subcoordenadora do Centro de Memória da Faculdade de Letras da UFMG e diretora do Centro de Documentação do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais.

Downloads

Publicado

2020-06-12

Como Citar

MENDES ALVES DE CARVALHO, A. P. .; TRINDADE COSTA DE SEABRA, M. C. . ESTUDO DO LÉXICO TOPONÍMICO MINEIRO: OS TOPÔNIMOS RELATIVOS AOS MEMBROS DE ASSOCIAÇÕES RELIGIOSAS. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 23, n. 1, p. 17–34, 2020. DOI: 10.5216/lep.v23i1.63869. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/63869. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

História da Língua Portuguesa em diferentes perspectivas