TRADUÇÃO INTERSEMIÓTICA EM O GUARANI: O LIVRO EM SUAS TRANSMUTAÇÕES

THE BOOK IN ITS TRANSMUTATIONS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/lep.v23i2.60880

Resumo

O artigo apresenta um estudo sobre tradução, de caráter intersemiótico, por se tratar de uma transposição interartes, portanto, em dois sistemas de signos que apresentam diferentes possibilidades, códigos, signos peculiares, em relação à obra O Guarani de José de Alencar. A análise conduz a observações de traduções que apresentam ausência de elementos significativos do romance, como, por exemplo, a personagem Isabel. Propõe-se uma discussão sobre se isso teria ocorrido apenas devido às necessidades do sistema de signos utilizado, do contexto, da especificidade das linguagens artísticas, ou se haveria outro aspecto, ainda não observado, se tornado o motivo da supressão deste e de outros elementos, no processo da tradução. Por tratar-se de um tipo de tradução onde é comum que as escolhas do tradutor impliquem em supressões, adaptações e inserção de novos elementos, reforça-se a necessidade de conceber as obras como originais e independentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cláudia Bachion CERIBELI, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Vitória, Esperíto Santo, Brasil, claudiabachion@gmail.com

Mestrado em Letras na área de concentração dos Estudos Literários, pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES, 2019). Especialista em Ciências da Educação pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL) e pela Università Ca' Foscari Venezia. Possui MBA em Comunicação e Marketing Empresarial pela Universidade de Rio Verde (FESURV) e Licenciatura Plena em Educação Artística pela Universidade de Franca (UNIFRAN).

Downloads

Publicado

2021-10-30

Como Citar

BACHION CERIBELI, M. C. TRADUÇÃO INTERSEMIÓTICA EM O GUARANI: O LIVRO EM SUAS TRANSMUTAÇÕES: THE BOOK IN ITS TRANSMUTATIONS. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 23, n. 2, p. 181–196, 2021. DOI: 10.5216/lep.v23i2.60880. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/60880. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos de temática livre