A TOMADA DE TURNO EM UM CONTEXTO DE FALA-EM-INTERAÇÃO INSTITUCIONALIZADA: A AULA DE LÍNGUA ESPANHOLA

Autores

  • Margarida Rosa ÁLVARES Universidade Federal de Goiás
  • Maria Cristina Faria Dalacorte FERREIRA Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5216/lep.v22i2.57457

Resumo

Este artigo objetiva expor parte de uma investigação sob a perspectiva da Análise da Conversa Etnometodológica (ACE). A pesquisa contou com dados que foram gerados em contexto de sala de aula de língua espanhola em um curso de graduação em Letras/Espanhol de uma universidade pública goiana, com um grupo de treze participantes. Apresentamos, neste trabalho, dados referentes ao turno em contextos de fala-em-interação. Analisamos, ao longo do trabalho, momentos de trocas de turno e observamos, ao final do processo, que a tendência da professora era manter o turno por mais tempo, provavelmente, por entender que é papel do professor preencher os silêncios com turnos de fala, especialmente, quando não há auto seleção por parte das demais participantes. Houve, porém, uma alteração de comportamento em um segundo momento, em que foi possível perceber um maior equilíbrio entre turnos de alunas e professora, e é esse o panorama que pretendemos explicitar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Margarida Rosa ÁLVARES, Universidade Federal de Goiás

Doutora em Letras e Linguística, pela Universidade Federal de Goiás.

Maria Cristina Faria Dalacorte FERREIRA, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Downloads

Publicado

2019-02-28

Como Citar

ÁLVARES, M. R.; FERREIRA, M. C. F. D. A TOMADA DE TURNO EM UM CONTEXTO DE FALA-EM-INTERAÇÃO INSTITUCIONALIZADA: A AULA DE LÍNGUA ESPANHOLA. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 22, n. 2, 2019. DOI: 10.5216/lep.v22i2.57457. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/57457. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Linguística Aplicada com foco na formação de professores: outros estudos