INTERFERÊNCIA LINGUÍSTICA DO PORTUGUÊS NA LÍNGUA CHANGANA

Autores

  • Marta PEDRO Instituto de Investigação Sócio-Cultural-Moçambique

DOI:

https://doi.org/10.5216/lep.v22i2.56549

Resumo

O contacto de línguas entre vários povos faz parte da história linguística e social da maioria das comunidades do mundo (GONÇALVES; CHIMBUTANE, 2015). Dos vários aspectos, as línguas influenciam-se entre si através de aparecimento de alguns traços de uma língua no discurso de falantes da outra língua. Perante esta situação de contacto linguístico é impossível não se verificarem casos de interferência linguística. Baseado na pesquisa bibliografia e técnica de entrevista não estruturada este trabalho estudou a interferência do português na língua Changana nas áreas sintáctica e semântica. Os resultados desta investigação mostram que no Xichangana, do ponto de vista semântico, os efeitos do português por intermédio da preposição para são somente de movimento com a tendência para um fim/propósito em referência à noção. Igualmente, sob o ponto de vista sintáctico, os dados indicam que a preposição para é um introdutor do complemento frásico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta PEDRO, Instituto de Investigação Sócio-Cultural-Moçambique

Graduada em Linguística pela Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique), Investigadora colaboradora no ARPAC- Instituto de Investigação Sócio-Cultural-Moçambique.

Downloads

Publicado

2019-01-01

Como Citar

PEDRO, M. INTERFERÊNCIA LINGUÍSTICA DO PORTUGUÊS NA LÍNGUA CHANGANA. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 22, n. 2, 2019. DOI: 10.5216/lep.v22i2.56549. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/56549. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Vozes de África