A RECONFIGURAÇÃO DO CIÚME EM A MULHER SEM PECADO DOI: 10.5216/lep.v16i1.28487

Autores

  • Ana Érica Reis da SILVA Universidade Federal de Goiás
  • Elza Kioko Nakayama Nenoki MURATA Universidade Federal de Goiás

Resumo

No âmbito literário, podemos afirmar que é a paixão que movimenta a história, podendo contribuir algumas vezes para o seu desfecho. Na peça A mulher sem pecado, Nelson Rodrigues aborda a paixão do ciúme de forma diferenciada, pois o papel de ciumento cabe ao homem. A fim de investigar como ocorre a reconfiguração dessa paixão na peça, será realizado um cotejo com as obras Otelo e Dom Casmurro, que evidenciam o ciúme masculino, bem como seus respectivos personagens principais Lídia e Olegário, Capitu e Bentinho, Desdêmona e Otelo, apontando as semelhanças e divergências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Érica Reis da SILVA, Universidade Federal de Goiás

Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística, Área de Estudos Literários Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás. Bolsista CAPES/REUNI.

Elza Kioko Nakayama Nenoki MURATA, Universidade Federal de Goiás

Pós-doutorado e Doutora em Língua Portuguesa. Docente do Programa de PósGraduação em Letras e Linguística. Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás.

Downloads

Publicado

2015-03-10

Como Citar

SILVA, A. Érica R. da; MURATA, E. K. N. N. A RECONFIGURAÇÃO DO CIÚME EM A MULHER SEM PECADO DOI: 10.5216/lep.v16i1.28487. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 16, n. 1, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/34403. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Interfaces da Análise do Discurso