A ROTINA ENUNCIATIVA EM DEPOIMENTOS DA FOLHA UNIVERSAL DOI: 10.5216/lep.v14i2.14729

Autores

  • Thyago Madeira FRANÇA Universidade Estadual de Goiás

Resumo

No jornal “Folha Universal” há uma seção denominada “Ó Deus, não se esqueça que eu sou dizimista fiel”. Nessa seção os fiéis dão depoimentos acerca de como suas vidas foram mudadas por conta do pagamento do dízimo. Ao analisarmos treze desses testemunhos, notamos a discursivização de problemas enfrentados pela instância-sujeito empresário em sua historicidade pessoal, anteriores à instauração da forma-sujeito dizimista fiel. As dificuldades mais enunciadas são doenças, vícios e, principalmente, dívidas e instabilidade financeira em diversos ramos empresariais. Sob o crivo da rede conceitual da análise do discurso francesa, observamos que a rotina enunciativa revelada pelos depoimentos demonstra que, por mais que a instância-sujeito empresário possua uma configuração singular em cada um dos depoimentos, ou seja, tenha diferentes denominações, problemas, ocupem lugares discursivos e sociais diferenciados, a configuração discursiva dos artigos faz emergir uma forma-sujeito dizimista-fiel coincidente em todos os textos investigados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thyago Madeira FRANÇA, Universidade Estadual de Goiás

Universidade Estadual de Goiás, Colégio da Polícia Militar de Goiás.

Downloads

Publicado

2015-03-09

Como Citar

FRANÇA, T. M. A ROTINA ENUNCIATIVA EM DEPOIMENTOS DA FOLHA UNIVERSAL DOI: 10.5216/lep.v14i2.14729. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 14, n. 2, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/34383. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos