MODOS DE SUBJETIVAÇÃO E CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO PROFESSOR NA LITERATURA DE AUTOAJUDA DOI: 10.5216/lep.v14i2.14728

Autores

  • Samuel Cavalcante da SILVA Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar os modos de subjetivação e constituição do sujeito professor presentes no livro “Pais Brilhantes Professores Fascinantes”, escrito por Augusto Cury. A base teórico-metodológica desta pesquisa são os postulados da Análise do Discurso francesa, mais especificamente as noções de práticas disciplinares e modos de subjetivação, arroladas na obra de Foucault. A análise possibilitou relacionar o discurso de autoajuda com os discursos institucionais estabelecidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel Cavalcante da SILVA, Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

Graduado em Letras pela UEG, com Especialização em Letras: Leitura e Ensino pela Universidade Federal de Goiás/Campus Catalão; membro do GEDIS/UFG/CAC; aluno do Curso de Psicologia e técnico-adminsitrativo da UFG/CAC.

Downloads

Publicado

2015-03-09

Como Citar

SILVA, S. C. da. MODOS DE SUBJETIVAÇÃO E CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO PROFESSOR NA LITERATURA DE AUTOAJUDA DOI: 10.5216/lep.v14i2.14728. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 14, n. 2, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/34382. Acesso em: 30 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos