O CONCEITO DE ENUNCIADO E SEU LUGAR NA ARQUITETÔNICA BAKHTINIANA DOI: 10.5216/lep.v14il.23965

Autores

  • João Marcos Mateus KOGAWA Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

Resumo

O conceito de enunciado, unidade material para a compreensão do funcionamento discursivo no interior dos gêneros do discurso, abre diversas possibilidades para a análise de textos à medida que expande os limites do objeto focalizado. Essa expansão significa que tanto uma frase quanto um texto ou um obra toda podem ser tomados como enunciados. Pelos critérios bakhtinianos, o fechamento dessa unidade analítica se dá à medida que se pode responder a ela, ou seja, sempre que houver enunciado, pode-se apreender uma “resposta” e uma “pergunta”. Nesse sentido, tal categoria faz intervir no processo interpretativo e produtivo do discurso a interação verbal. Neste artigo, esboçamos algumas considerações feitas por Bakhtin a respeito dessa noção e da diferença entre ela e os conceitos de oração e frase.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Marcos Mateus KOGAWA, Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

Doutorando em Linguística e Língua Portuguesa pela UNESP/FCLAr, sob orientação da Profa. Dra. Maria do Rosário F. V. Gregolin.

Downloads

Publicado

2015-03-09

Como Citar

KOGAWA, J. M. M. O CONCEITO DE ENUNCIADO E SEU LUGAR NA ARQUITETÔNICA BAKHTINIANA DOI: 10.5216/lep.v14il.23965. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 14, n. 1, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/34362. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos