IMPORTÂNCIA E POSSIBILIDADES DE ESTUDO COM DOCUMENTOS MANUSCRITOS OITOCENTISTAS DOI: 10.5216/lep.v14il.23964

Autores

  • Gisele Martins SIQUEIRA Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão
  • Maria Helena de PAULA Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

Resumo

Este estudo caracteriza-se por sua natureza filológica e pretende apresentar uma investigação linguística sobre uma escritura pública de bens de raiz, gênero comum nas práticas cartoriais oitocentistas goianas. A partir da edição semidiplomática de uma escritura, datada de 1892, e considerandose o estado de língua do manuscrito, fez-se a descrição de alguns aspectos linguísticos, como o uso recorrente de consoantes geminadas, e a estrutura do gênero escritura pública que registrava bens de raiz. Pretende-se demonstrar a importância e as possibilidades de investigação com corpora filológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisele Martins SIQUEIRA, Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

Mestranda em Letras pela UFG, na Faculdade de Letras.

Maria Helena de PAULA, Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

Professora do Departamento de Letras da UFG/Campus de Catalão.

Downloads

Publicado

2015-03-09

Como Citar

SIQUEIRA, G. M.; DE PAULA, M. H. IMPORTÂNCIA E POSSIBILIDADES DE ESTUDO COM DOCUMENTOS MANUSCRITOS OITOCENTISTAS DOI: 10.5216/lep.v14il.23964. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 14, n. 1, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/34361. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos