FILOLOGIA E LEXICOLOGIA: A EDIÇÃO E O ESTUDO DO VOCABULÁRIO DE AUTOS DE DEFLORAMENTO DOI: 10.5216/lep.v16i2.28501

Autores

  • Rita de Cássia Ribeiro de QUEIROZ Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)

Resumo

O estudo de documentos antigos representa a conservação da memória de um povo, pois através daqueles pode-se conhecer a história cultural, política, religiosa e ideológica de um determinado grupo social, sendo o léxico o repositório desse engendramento sócio-histórico, cultural e linguístico. Nesse sentido, editar semidiplomaticamente e analisar o vocabulário contido em autos de defloramento do início do século XX, documentos jurídicos que relatam histórias de jovens menores desvirginadas que denunciam seus agressores através da justiça, é enveredar pelas teias que ligam o léxico à cultura e às relações de poder que permeavam a sociedade brasileira dos primeiros anos da República. Este estudo está nos aportes da Filologia, no viés que trata da edição de textos; e na Lexicologia, a qual fornece os subsídios para que se possam fazer as devidas análises do vocabulário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rita de Cássia Ribeiro de QUEIROZ, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)

Doutora em Filologia e Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo (USP), São Paulo. Professora Titular Pleno da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Bahia, atuando no ensino de graduação e pós-graduação no Programa de Pósgraduação em Estudos Linguísticos. Coordenadora de projetos de pesquisa. Editora da revista Scripta Philologica. Líder dos Grupos de Pesquisa no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq: Grupo de Edição de Textos – GET (www.uefs.br/get) e Núcleo de Estudos do Manuscrito - NEMa (www.uefs.br/nema).


Downloads

Publicado

2015-01-10

Como Citar

QUEIROZ, R. de C. R. de. FILOLOGIA E LEXICOLOGIA: A EDIÇÃO E O ESTUDO DO VOCABULÁRIO DE AUTOS DE DEFLORAMENTO DOI: 10.5216/lep.v16i2.28501. Linguagem: Estudos e Pesquisas, Goiânia, v. 16, n. 2, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/lep/article/view/33527. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Autor Convidado