PEDICULOSE EM CRIANÇAS E JOVENS ATENDIDOS EM ORFANATOS E AMBULATÓRIO PÚBLICO DE MANAUS, AM, BRASIL

Autores

  • Paulo Henrique Martins Amazonas Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica/Universidade Federal do Amazonas, Manaus, AM, Brasil.
  • Rafaella Bruno Antunes de Souza Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica/Universidade Federal do Amazonas, Manaus, AM, Brasil.
  • Júlio Mendes Instituto de Ciências Biomédicas, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil.
  • Fábio Tonissi Moroni Instituto de Ciências Biomédicas, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil.
  • Raquel Borges-Moroni Instituto de Ciências Biomédicas, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v44i2.36651

Palavras-chave:

Pediculose, ambulatório, abrigos, orfanatos, Manaus.

Resumo

A pediculose do couro cabeludo é um problema de saúde pública não somente no Brasil, mastambém em vários países do mundo. Crianças em idade escolar têm demonstrado ser o grupomais susceptível à infestação por seus hábitos e comportamentos. Estudos recentes encontrarambaixas taxas de ocorrência em crianças e jovens de creches e escolas de Manaus-AM. Foramobjetivos deste estudo verificar a prevalência da pediculose do couro cabeludo em crianças e jovensatendidos em abrigos/orfanatos e no setor de pediatria de um ambulatório público na cidade deManaus e também analisar possíveis associações com idade, sexo, etnia e tamanho dos cabelosdos parasitados. O diagnóstico da parasitose foi feito com base no exame direto das cabeças dascrianças e jovens e, em seguida, foi preenchida uma ficha com informações sobre cada um dos 437indivíduos examinados. Observou-se uma prevalência total de 44,8%. Houve maior ocorrênciaem indivíduos do sexo feminino (57,7%) e nas faixas etárias acima de 5 anos de idade. Indivíduoscom cabelos longos exibiram a maior prevalência (62,3%). Os resultados apresentados nestetrabalho mostram a necessidade de investigação desta ectoparasitose em grupos que apresentemcaracterísticas epidemiológicas como as descritas aqui e outras que os predisponham a esta e outrasectoparasitoses, mesmo em áreas/cidades onde esta dermatite parasitária apresente baixas taxas deocorrência na população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-07-08

Como Citar

AMAZONAS, P. H. M.; DE SOUZA, R. B. A.; MENDES, J.; MORONI, F. T.; BORGES-MORONI, R. PEDICULOSE EM CRIANÇAS E JOVENS ATENDIDOS EM ORFANATOS E AMBULATÓRIO PÚBLICO DE MANAUS, AM, BRASIL. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 44, n. 2, p. 207–214, 2015. DOI: 10.5216/rpt.v44i2.36651. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/36651. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES