LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA E HUMANA EM CARUARU, PERNAMBUCO, NO PERÍODO DE 2005 A 2010

Autores

  • Zilyane Cardoso de Souza
  • Daniel Friguglietti Brandespim
  • Maria Cláudia Ribeiro Agra
  • Lucilene Simões-Mattos

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v43i1.29372

Palavras-chave:

Cães, epidemiologia, humanos, zoonose

Resumo

A leishmaniose visceral é uma zoonose negligenciada de grande importância em saúde pública. O município de Caruaru-PE, assim como outras localidades do Brasil, vem apresentando taxas crescentes da doença. Este trabalho teve como objetivos relatar e analisar a frequência de cães sororreagentes para leishmaniose visceral canina e a ocorrência de casos humanos de leishmaniose visceral em todo o município de Caruaru, nas zonas rural e urbana, além de avaliar as ações e
estratégias do Programa de Controle da Leishmaniose Visceral no período de janeiro de 2005 a dezembro de 2010. Foi realizado um estudo epidemiológico descritivo retrospectivo dos casos de leishmaniose visceral canina, no qual se observou um aumento na frequência de cães sororreagentes de 1,4% (24/1671), em 2005, para 31,9% (347/1174) em 2010. Em relação à atuação do programa no município, verificou-se que 44,3% (557/1258) dos animais sororreagentes foram eliminados
no período estudado, o que demonstra ter sido pouco efetivo para impedir a expansão da doença. A análise descritiva de casos humanos de leishmaniose visceral, notificados pelo Sistema de Informação de Agravos e Notificação (SINAN), revelou que, das 29 notificações realizadas no período estudado, 15 (51,7%) eram oriundas da zona rural e 14 (48,3%), da zona urbana. Portanto, ficou evidenciado que a referida zoonose tem demonstrado um crescimento não limitado à zona
rural e que o processo de urbanização vem gerando mudanças no comportamento epidemiológico da doença também no município de Caruaru-PE.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-04-09

Como Citar

SOUZA, Z. C. de; BRANDESPIM, D. F.; AGRA, M. C. R.; SIMÕES-MATTOS, L. LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA E HUMANA EM CARUARU, PERNAMBUCO, NO PERÍODO DE 2005 A 2010. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 43, n. 1, p. 57–68, 2014. DOI: 10.5216/rpt.v43i1.29372. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/29372. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES