INQUÉRITO SOROLÓGICO PARA LEPTOSPIROSE EM GOIÂNIA - GOIÁS (1972) - CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DAS LEPTOSPIROSES EM GOIÁS

Autores

  • Saburô Hyakutake
  • William Barbosa

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v3i4.22591

Resumo

Investigação sorológica por soroaglutinação para Leptospirose em soros de 200 pacientes de doenças parasitárias e Pênfigo foliáceo e 301 indivíduos sadios (103 gestantes ou parturientes;
139 trabalhadores em indústrias de carne e 59 favelados do Setor Universitário) mostrou 48 positivos (9,5%). Os sorotipos presentes foram — grippotyphosa 18, panama 11, autumnallis 6. wolffi 4, australis, pomona e ictero-hemorrhagiae 2 de cada:
tarassovi hebdomadis, andamana e javanica 1 de cada .
Os autores chamam a atenção para a baixíssima prevalência de sorotipo ictero-hemorrhagiae (0,4%) e o relativamente, elevado número do soro panama 11 casos (2,2%), dos quais 7 entre trabalhadores de indústrias de carne.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

HYAKUTAKE, S.; BARBOSA, W. INQUÉRITO SOROLÓGICO PARA LEPTOSPIROSE EM GOIÂNIA - GOIÁS (1972) - CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DAS LEPTOSPIROSES EM GOIÁS. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 3, n. 4, 2007. DOI: 10.5216/rpt.v3i4.22591. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/22591. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES