LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA EXPERIMENTAL II. Estudo Histológico das Lesões, do Camundongo

Autores

  • Maria do Carmo Moreira Souza
  • Vicente Raul Chavarria Irusta

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v7i3%20e%204.21426

Resumo

Estudou-se o aspecto histológicodas lesões de leishmaniose tegumentarem camundongos albinos, pelaLeishmania mexicana amazonenrfs.Inicialmente houve aparecimentode uma reação-inflamatóriacom a presença de polimorfonuclearese mononucleares. A intensa reaçãoinflamatória não foi capaz de eliminaro parasita. Presença de macr-5-fagos com citoplasma abarrotado de«mastigotas. Verificação de Miosite,Perineurite e Necrose progressivas.Ao contrário da forma humana háausência de hiperplasia pseudo epiteliomatosa,formações granulomatosase ninhos plasmocitários. As metástasesapresentaram o mesmo aspectohistológico da lesão primária, nãohavendo, no entanto, comprometimentoda epiderme.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

SOUZA, M. do C. M.; IRUSTA, V. R. C. LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA EXPERIMENTAL II. Estudo Histológico das Lesões, do Camundongo. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 7, n. 3 e 4, 2007. DOI: 10.5216/rpt.v7i3 e 4.21426. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/21426. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES