Estudo anatomopatológico de órgãos de Holochilus brasiliensis leucogaster. (Rodentia, Cricetidae), naturalmente infectado por Schistosoma manson

Autores

  • Francisco Gomes de Alcântara
  • Luiz Cândido de Souza Dias

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v11i3.21300

Resumo

Os autores estudaram oogramas e alterações anatomopatológicas de órgãos de Holochilusbrasiliensis leucogaster, naturalmente infectados por Schistosoma mansoni. Os oogramasde segmentos dos intestinos delgado e grosso mostraram que, nos animais cuja parasitoseera mais antiga, o número de ovos e cascas tendia a ser maior do que aqueles com infecçãoadquirida mais recentemente. A maturação dos ovos parece ocorrer normalmente. As lesõesanatomopatológicas muito se aproximam daquelas verificadas no homem. Ressaltam-se aquelasverificadas no pâncreas exócrino com presença de granulomas esquistossomóticos emdiversas fases evolutivas e redução do número de ácinos, além da presença de processos regressivoscomprometendo estas estruturas. É sugerido que H. b. leucogaster apresenta equilibradarelação hospedeiro-parasita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

ALCÂNTARA, F. G. de; DIAS, L. C. de S. Estudo anatomopatológico de órgãos de Holochilus brasiliensis leucogaster. (Rodentia, Cricetidae), naturalmente infectado por Schistosoma manson. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 11, n. 3, 2007. DOI: 10.5216/rpt.v11i3.21300. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/21300. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES