INFECÇÃO EXPERIMENTAL DE TRÍATOMA INFESTANS E PANSTRONGYLUS MEGISTUS PELA CEPA Y DO TRYPANOSOMA CRUZI (SILVA E NUSSENZWEIG, 1953)

Autores

  • Elisabeth Bronfen
  • João Carlos Pinto Dias
  • Silvia Costa Gouveia

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v13i1.21268

Resumo

Ninfas de 3o. estádio de Tríatoma infestans e Panstrongylus megistus foram alimentadas emcamundongos infectados com cepa Y do Trypanosoma cruzi no 4o., 5o., 6o., 7o. e 8õ. diaS da infecção.A cepa Y do T. cruzi mostrou que infecta diferentemente as duas espécies. A infecção doP. megistus pela cepa Y foi mais eficiente em relação ao número de insetos positivos, ao aumentoda positividade ao longo do tempo e à permanência da infecção. Os dados também sugerem que parainfectar o T, infestans a cepa Y seja utilizada preferencialmente no 5o., dia da infecção em camundongose. o P. megistus no 6o., ou no 7o. dia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

BRONFEN, E.; DIAS, J. C. P.; GOUVEIA, S. C. INFECÇÃO EXPERIMENTAL DE TRÍATOMA INFESTANS E PANSTRONGYLUS MEGISTUS PELA CEPA Y DO TRYPANOSOMA CRUZI (SILVA E NUSSENZWEIG, 1953). Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 13, n. 1, 2007. DOI: 10.5216/rpt.v13i1.21268. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/21268. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES