MODIFICAÇÃO DA SUSCETIBIL1DADE DE Aedes (Stegomyia) acgvpli AO TEMEPHOS

Autores

  • Maria de Lourdes Graça Macoris
  • Marlene de Fátima Camargo
  • lonizete Garcia da Silva
  • Luís Takaku
  • Maria Teresa Andrighetti

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v24i1.19878

Resumo

Realizaram-se provas biológicas para verificar a suscetihilidadc do Aedes aeg\pti ao Tcmeplmsem dois municípios do Hslado de São Paulo e um de Goiás. Na dose diagnostica de (1.01 mg/l de Temephos.a mortalidade média de A.aegypti foi de %,3%. 97,9% e 57,1%, respccl i vãmente, para Bauru. Marília eGoiânia; e na dose de 0,02mg/l, a mortalidade foi de 100%. 98,5% e 91,45%. A mortalidade de A.ae^pnprocedentes de Goiânia, em lestes realizados tanto nesta cidade quanto em Marília, aponta modificação dasuscetibilidadç desse mosquito ao Temcphos, confirmando a premissa da necessidade de nioniloramenlo.além de sinalizar a necessidade de realização de provas especificas de resistência ao inseticida. Ressalta-seaqui. a importância destes resultados na decisão sobre a extensão e frequência do uso desse organofosíoradocomo estratégia de controle do Aedes aegypti, na cidade de Goiânia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

MACORIS, M. de L. G.; CAMARGO, M. de F.; SILVA, lonizete G. da; TAKAKU, L.; ANDRIGHETTI, M. T. MODIFICAÇÃO DA SUSCETIBIL1DADE DE Aedes (Stegomyia) acgvpli AO TEMEPHOS. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 24, n. 1, 2007. DOI: 10.5216/rpt.v24i1.19878. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/19878. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES