CONSIDERAÇÕES SOBRE ESQUISTOSSOMOSE MANSÔNICA NO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ, BAHIA

Autores

  • Lícia Marques Vidal UFG
  • Adriana Silva Barbosa
  • Roseli Maria Cardoso Ribeiro
  • Luzia Wilma Santana da Silva
  • Alba Benemérita Alves Vilela
  • Fabio Ornellas Prado

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v40i4.16751

Palavras-chave:

Esquistossomose, Planejamento, Gestão, Políticas de saúde

Resumo

A esquistossomose é considerada um problema de saúde pública que atinge todo o Brasil, a exemplodo município de Jequié, Bahia, o que expressa a importância da realização de estudos sobre suaincidência. O objetivo deste estudo foi analisar a prevalência da esquistossomose em Jequié-BA,relacionando-a às políticas públicas propostas pelo Ministério da Saúde. Trata-se de uma pesquisaepidemiológica, quantitativa, descritiva e exploratória com base em dados obtidos do Sistema deInformação de Agravos Notificáveis (SINAN), do Programa Especial de Controle da Esquistossomose(PECE), da Diretoria de Informação em Saúde (DIS)/Bahia, do Centro de Endemias da cidade deJequié e da 13ª Diretoria Regional de Saúde (DIRES)/Bahia. Os dados, analisados com o empregodo Software Tabwin do Ministério da Saúde, demonstram que, entre 2001 e 2008, Jequié apresentou13.408 casos de esquistossomose, sendo o ano de 2004 o de maior prevalência (29,5%). Embora tenhahavido uma redução nos últimos dois anos (3,9% em 2007 e 3,5% em 2008) a taxa de positividadede esquistossomose da regional de Jequié, no período de 2001 a 2006, ultrapassou o percentual de5% preconizado pelo Ministério da Saúde. Estes dados reforçam a necessidade de políticas públicase medidas de controle da esquistossomose no município, com enfoque não apenas no tratamentomedicamentoso, mas também em saneamento básico, educação ambiental e educação para a saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-01-02

Como Citar

VIDAL, L. M.; BARBOSA, A. S.; RIBEIRO, R. M. C.; SILVA, L. W. S. da; VILELA, A. B. A.; PRADO, F. O. CONSIDERAÇÕES SOBRE ESQUISTOSSOMOSE MANSÔNICA NO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ, BAHIA. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 40, n. 4, p. 367–382, 2012. DOI: 10.5216/rpt.v40i4.16751. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/16751. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

ATUALIZAÇÃO / UP TO DATE