Frequência da fauna de flebotomíneos no domicílio e em abrigos de animais domésticos no peridomicílio, nos municípios de Cianorte e Doutor Camargo - Estado do Paraná - Brasil

Autores

  • Ueslei Teodoro UFG
  • Thais Gomes Verzignassi Silveira
  • Demilson Rodrigues Santos
  • Eido Silvestre dos Santos
  • Ademar Rodrigues dos Santos
  • Otílio de Oliveira
  • João B. Kuhl

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v30i2.15148

Resumo

 

 

Estudaram-se a fauna, a sazonalidade e a frequência de flebotomíneos coletados com armadilhas de Falcão, no domicílio e peridomicílio (em abrigos de animais domésticos), no período de outubro de 1996 a setembro de 1997. nos municípios de Cianorte (Sítio dos Neres) e Doutor Camargo (Recanto Marista), no Estado do Paraná. No Recanto Marista foram coletados 157.983 flebotomíneos, com predominância de Lutzomyia neivai (79,2%).
No Sítio dos Neres foram coletados 16.940 flebotomíneos, prevalecendo L. whitmam (94,4%). As espécies mais numerosas, no Recanto Marista, foram L, whitmam, L. neivai, L. fischeri, L. migonei, representando 99,8% dos flebotomíneos coletados. No Sítio dos Neres, essas espécies mais L. pessoai representaram 99,8%. No Recanto Marista e no Sítio dos Neres, 80,8% e 88,8%, respectivamente, das espécies mais numerosas foram coletadas em abrigos onde estavam presentes animais domésticos. Em agosto, setembro, novembro e dezembro, no Recanto Marista, foram coletadas 80,0% das espécies mais numerosas,
enquanto no Sítio dos Neres 69,9% delas foram coletadas em fevereiro, março, julho e dezembro. A presença de animais domésticos no peridomicílio tem papel fundamental na epidemiologia da leishmaniose, pois possibilita a concentração de grande número de flebotomíneos nesse ambiente. O predomínio ora de L. whitmani ora de L. neivai nas áreas em apreço sugere maior flexibilidade genética dessas espécies para se adaptarem nos ambientes antrópicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-07-28

Como Citar

TEODORO, U.; SILVEIRA, T. G. V.; SANTOS, D. R.; SANTOS, E. S. dos; SANTOS, A. R. dos; OLIVEIRA, O. de; KUHL, J. B. Frequência da fauna de flebotomíneos no domicílio e em abrigos de animais domésticos no peridomicílio, nos municípios de Cianorte e Doutor Camargo - Estado do Paraná - Brasil. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 30, n. 2, p. 209–224, 2011. DOI: 10.5216/rpt.v30i2.15148. Disponível em: https://revistas.ufg.br/iptsp/article/view/15148. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES