EFEITO DE DIFERENTES FOTOPERÍODOS NA BULBIFICAÇÃO DE DOIS CULTIVARES DE ALHO (Allium sativum L.)

Autores

  • Carluce Gomes de Sá e Carvalho UFG
  • Pedro Henrique Monnerat UFV

Resumo

Este experimento foi realizado com duas variedades de alho, Amarante e Centenário, em condições de casa-de-vegetação com o objetivo de verificar o efeito de fotoperíodos de 9, 12, 15 horas e natural, sobre a bulbificação dessa hortaliça. Plantas submetidas a fotoperíodos de 12 e 15 horas receberam 9 horas de luz natural e complementação com luz incandescente, com intensidade luminosa de 180 lux, aproximadamente. Observou-se que fotoperíodos mais longos antecipam o início de bulbificação, reduzindo o ciclo da cultura, em ambos os cultivares. O aumento do comprimento do dia promoveu decréscimo no peso dos bulbos na ocasião da colheita como resultado da redução do estágio de crescimento dos bulbos. A ocorrência de bulbificação em todos os tratamentos indica que o fotoperíodo crítico é inferior a 9 horas, em ambos os cultivares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

31-10-2007

Como Citar

CARVALHO, C. G. de S. e; MONNERAT, P. H. EFEITO DE DIFERENTES FOTOPERÍODOS NA BULBIFICAÇÃO DE DOIS CULTIVARES DE ALHO (Allium sativum L.). Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 6, n. 1, p. 104–116, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2241. Acesso em: 2 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico