BARREIRAS FÍSICAS E O ACESSO ÀS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

  • Edison Martins Miron Academia da Força Aérea
  • Maria da Piedade Resende da Costa Universidade Federal de São Carlos - UFSCar
Palavras-chave: Deficiência Física, Acessibilidade, Educação Física, Barreiras Físicas

Resumo

O conceito “inclusão” tem sido amplamente discutido, mas para que se torne realidade necessita que toda a sociedade se adapte. O objetivo deste estudo foi descrever a situação das barreiras físicas existentes em escolas de um município do Estado de São Paulo, com relação ao ambiente pedagógico destinado às aulas de Educação Física (EF). Foram observados ambientes de 29 escolas. A coleta de dados se deu através de um protocolo de observação. Os resultados demonstraram que apenas 13% das escolas permitem que a pessoa com deficiência física (PDF) se locomova em seu interior sem auxílio, sendo apenas três, às que possuem rotas alternativas de acesso, e ainda, 90% delas não possuem condições físicas mínimas para oferecer à PDF um convívio adequação no contexto das aulas de EF.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edison Martins Miron, Academia da Força Aérea

Prof. Dr. Edison Martins Miron - Academia da Força Aérea - AFA, Seção de Educação Física - SEF/AFA.

Maria da Piedade Resende da Costa, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar
Profa. Dra. Maria da Piedade Resende da Costa - Programa de Pós-Graduação Em Educação Especial - PPGEES
Publicado
30-06-2014
Como Citar
Miron, E. M., & Costa, M. da P. R. da. (2014). BARREIRAS FÍSICAS E O ACESSO ÀS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Pensar a Prática, 17(2). https://doi.org/10.5216/rpp.v17i2.23907
Seção
Artigos Originais